Pastoral da Pessoa Idosa realiza encontro sobre Gerontologia e ‘Operação Virtude’ em Manaus

Na manhã desse sábado (06/7), coordenadores da Pastoral da Pessoa Idosa das diversas paróquias e áreas missionárias da capital, se reuniram para discutir os temas ‘Gerontologia’ e ‘Operação Virtude’, na sala Nhá Chica, prédio da Cúria em Manaus.

A gerontologia é um campo multidisciplinar que estuda o envelhecimento em todos os seus aspectos, incluindo as dimensões biológica, psicológica, social e cultural. De acordo com Kennya Brito, assistente social da Fundação Universidade  Aberta da Terceira Idade (FUNATI), estamos no mês  ‘Junho Violeta’, que reforça a conscientização do aumento crescente da violência e apresenta as ações que foram criadas para combater as agressões nas diversas esferas e garantir os direitos da pessoa idosa: “Todas as instituições que compõem a ‘Rede de Proteção à Pessoa Idosa’ aqui no nosso estado são estimuladas, através da ‘Operação Virtude’, a falar sobre o tem e trabalhar a sensibilização. E a Pastoral da Pessoa idosa tem o papel extremamente importante porque ela entra nas casas das famílias, onde muitas vezes as políticas públicas não chegam. Eles relatam as dificuldades de como as pessoas idosas tem como acesso a alimentação, de buscar atendimento em UBS, serviços de saúde, assistência social e até da segurança pública. Então, essas líderes tem esse papel fundamental de muitas vezes resgatar a vida de uma pessoa idosa que está sofrendo violência e que muitas vezes não chega ao conhecimento público. Por meio delas a denúncia é feita na ‘Rede’ e essa pessoa idosa consegue ser atendida”, explicou Kennya Brito.

Kennya Brito, assistente social da Fundação Universidade  Aberta da Terceira Idade (FUNATI)

Ricardo Pinho, advogado e assessor da Pastoral da Pessoa Idosa, foi o segundo formador e apresentou o tema ‘Operação Virtude’. Para ele, a ‘Operação’ mostrou a realidade das violências sofridas pelas pessoas idosas no estado do Amazonas: “A ‘Operação Virtude’ foi criada pelo Ministério da Justiça em todo âmbito federal e o nosso estado foi contemplado, também, com a Pastoral da Pessoa Idosa que foi chama a fazer parte dessa ‘Rede’. A operação tirou o manto da invisibilidade para mostrar as violências que os idosos sofrem na cidade de Manaus e no interior do estado. Essa operação veio trazer toda a ‘Rede de Apoio’, junto com a pastoral e as secretarias de Direitos Humanos, SEAS e delegacias especializadas onde fizeram uma operação conjunta para combater as agressões físicas, psicológicas, patrimoniais, entre outras, e proteger essa parcela vulnerável da população que sofre tanto”, explicou Ricardo Pinho.

Ricardo Pinho, advogado e assessor da Pastoral da Pessoa Idosa

A Pastoral da Pessoa Idosa é um grupo que acompanha a terceira idade. Foi fundada em 05 de novembro de 2004 por Dra. Zilda Arns, em Curitiba, Paraná. Acompanha 100 mil pessoas idosas mensalmente através de visitas domiciliares realizadas, de maneira sistematizada, por meio de 20 mil líderes voluntários capacitados. Está presente em 1.080 municípios em todo Brasil.

 Por essa razão, teve seu trabalho reconhecido junto aos órgãos e atualmente entrou para a ‘Rede de Proteção’ como um canal direto que promove a dignidade, valorização e o acesso das pessoas idosas aos seus direitos. Iara Lanza, coordenadora arquidiocesana da pastoral, explicou que nas visitas domiciliares, os agentes levam a Palavra de Deus e todo carinho e atenção que a pessoa idosa merece: “Eles ouvem e trazem para as nossas reuniões tudo o que foi relatado pelos idosos e idosas e o ambiente onde vivem. E na medida do possível, levamos para a Rede de Apoio e orientamos as famílias. Também observamos se eles são bem tratados nas casas. Em Manaus, vamos completar 18 anos de atividade pastoral e é um trabalho desafiador e muito sério. Os voluntários tem que gostar do fazem porque eles levam amor as pessoas idosas. E com a ‘Operação Virtude’ que iniciou no dia 10 de junho, agora também atuamos, junto dos órgãos públicos, nessa ‘Rede de Proteção’, graças a Deus”, concluiu Iara Lanza.

Iara Lanza coord. arquidicesana da Past. da Pessoa Idosa e Kennya Brito, assist. social (FUNATI)

Operação Virtude

A Operação Virtude é ação de âmbito nacional de combate à violência contra a pessoa idosa e recebeu esse nome por se colocar a disposição do indivíduo para proteger o bem, o correto e o desejável, evitando assim o mal. O dia ‘D’ (deflagração) aconteceu no dia 14 de junho.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a violência contra a pessoa idosa pode ser definida como ‘um ato único’, repetido ou a falta de ação apropriada que ocorre em qualquer relacionamento em que existia uma expectativa de confiança que cause dano ou sofrimento a uma pessoa idosa.

A violência contra a pessoa idosa se manifesta de diversas formas como: Física, psicológica, sexual, financeira ou patrimonial, abandono, negligência e autonegligência.

As estatísticas divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), apontam que entre os meses de janeiro, fevereiro e março dos anos de 2021, 2022 e 2023, houve um aumento nos casos de violência as pessoas idosas : 4.501 crimes de ameaças, 3.852 roubos, 5.104 estelionatos e 5.689 furtos.

Os dados também apontaram quem são os principais agressores são: Cuidador 1,1%, Prestador de serviço 1,4%, Marido ou esposa 37%, parentes 16% e em 1° lugar os próprios filhos dos idosos, com 56% dos casos.

Como denunciar

A forma mais fácil para denunciar uma violência contra a pessoa idosa é pelo ‘Disque 100’. O número é um serviço de utilidade pública do Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania do Distrito Federal, Brasília, e é destinado a receber demandas relativas a violações de Direitos Humanos, especialmente as que atingem populações em situação de vulnerabilidade. Para denunciar, é necessário ter o nome da pessoa idosa e o endereço correto. O canal de comunicação é confidencial e seguro. Uma vez denunciado, órgãos competentes são acionados como os conselhos: Estadual e Municipal, delegacia, Ministério Público e o Programa de Atendimento Domiciliar a Pessoa Idosa que verificam a situação na residência.

Fotos: Flávia Horta – Jornalista

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários