Semana de Oração Ecumênica na Amazônia é realizada na Faculdade Católica em Manaus

‘O diálogo cristão e a amizade no contexto amazônico’ foi tema do encontro que reuniu 8 líderes cristãos: Reverendo Iuri Lima, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB), Bispo Renato de Souza, Fraternidade Amigos do Evangelho, Pastor Lauri Becker, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECIB), Pastor Leandro Fortes, Igreja Comunidade Metropolitana (ICM), irmão Marcelo Alves de Almeida, (Núcleo Caminho da Graça), Pastor Pablo Fernandes (igreja Geração de Amor) e pela Igreja Católica de Manaus, padre Orlando Gonçalves, e Dom Hudson Ribeiro, bispo auxiliar. O encontro aconteceu na noite desta sexta-feira (17/5), e foi acompanhado por religiosos, políticos, agentes sociais e acadêmicos no auditório da Faculdade Católica do Amazonas, bairro Chapada.

A Semana de Oração Ecumênica na Amazonia é o encontro de igrejas irmãs e a Rede Amazonizar, onde o diálogo e o debate dos líderes inseridos no estado abraçam as lutas dos povos da região amazônica. Na abertura do encontro, todos foram convidados a cantar ‘Momento Novo’ e na sequência a leitura do Evangelho de (Lucas 10,25-27), foi proferida para dar início ao diálogo.

O Reverendo Iuri Lima, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) lembrou que foi a partir dos encontros realizados na Faculdade Católica que nasceu a Rede Amazonizar, onde os líderes cristãos foram ‘provocados’ a dar respostas concretas, afetivas e efetivas a sociedade: “É por isso que nós criamos a Rede Ecumênica Amazonizar, que é uma rede que congrega organismos, não só, organismos eclesiais como também sociais aqui na cidade de Manaus e também temos representações nos demais estados do Amazonas”, explicou o Reverendo Iuri Lima, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB).

Reverendo Iuri Lima, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB)

O pastor Pablo Fernandes, da Igreja Geração de Amor, a partir da proposta do tema da Campanha da Fraternidade desse ano ele lembrou que todos nós cristãos, temos um histórico de exclusão na sua comunidade de origem ou pelas demais que passamos: “A nossa proposta é não excluir ninguém. Precisa ser um cristianismo que acolha e que cuide daqueles mais vulneráveis. Nós não entendemos um Reino de Deus que coloque empecilhos para se chegar a Deus como aquela passagem onde as crianças queriam chegar até Jesus e os apóstolos impediram as crianças porque o Mestre estava cansado, mas Jesus disse ‘Deixem vir a mim as criancinhas’. As vezes nós, os ‘Homens de Igreja’ fazemos esse papel dos apóstolos, de impedir as pessoas, colocando várias exigências para chegar até Deus”, explicou o pastor Pablo Fernandes, da Igreja Geração de Amor.

Pastor Pablo Fernandes, da Igreja Geração de Amor

De acordo com Dom Hudson Ribeiro, bispo auxiliar de Manaus, só quem estiver a frente de uma religião e assumir a ‘Postura do pastoreio’, ou seja, a dor e o sofrimento do outro, é que vai fazer compreender o Grande Mistério que é Deus: “Não é a religião, não são os princípios doutrinários que nos aproximaram do conhecimento de Deus, mas é a nossa capacidade de aproximarmos a partir daquilo que ele nos ensinou. Disso surge a importância de lutarmos pelo diálogo entre nós, daquilo que nos une, não daquilo que nos separa, daquilo que nos faz divergir. Então não foi a partir da construção da religião ou dos princípios doutrinários, mas foi a partir do que o ‘Evangelho’ que Ele nos ensinou, que tem de ser de fato a nossa base, o nosso alimento, o ‘Pão’ de cada dia. E por isso Jesus faz questão no Evangelho (Lucas 10,25-27) de fazer revisitar o texto bíblico, voltem para aquilo que já foi escrito’’, concluiu Dom Hudson Ribeiro, bispo auxiliar de Manaus.

Dom Hudson Ribeiro, bispo auxiliar de Manaus

Ao final do encontro ,como forma de agradecimento pela pelo diálogo e troca de conhecimentos, os líderes religiosos receberam flores da coordenação do evento.

Fotos: Flávia Horta – Jornalista

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários