Milhares de crismandos participam do 14° Encontro Anual com os Bispos no Santuário de São José Operário em Manaus

Na manhã do último domingo (5/5), cerca de 3.500 crismandos, entre adolescentes, jovens e adultos da capital e do interior do estado, estiveram reunidos juntamente com seus catequistas no Santuário São José Operário, bairro Praça 14 de Janeiro, para o 14° Encontro Anual dos Crismandos com os Bispos. A última vez que esse encontro foi realizado em Manaus foi no ano de 2018. Devido ao grande número de participantes no Santuário, uma parte dentro da Igreja e os demais acompanharam o encontro por meio de um telão instalado na área externa.

Santuário de São José Operário

Com o objetivo de animar os jovens cristãos, que são peças fundamentais da igreja, representantes do Sínodo Juventude falaram sobre o tema “Juventude, Sinodalidade e Sinfonia Vocacional”. A temática, já é uma preparação para o mês de agosto, mês vocacional e que desperta a ação para os crismandos ‘Jovem também evangeliza jovem na caminhada com Cristo’.

Após o intervalo, Irmã Pasquita Jacob, que pertence à congregação das Irmãs Missionárias da Consolata, falou sobre o tema “Sinfonia Vocacional”, na qual destacou: Somos chamados a resplandecer no mundo a imagem do Cristo. Crismandos, a sua missão é resplandecer Jesus. O crismando tem que ter essa coragem de ajudar, de fortificar e também de questionar para que o caminho possa estar na direção certa”, pontuou irmã Pasquita Jacob, da congregação das Irmãs Missionárias da Consolata.

Irmã Pasquita Jacob – congregação das Irmãs Missionárias da Consolata

A catequista Amanda Rodrigues, da Área Missionária Divina Misericórdia, Setor Padre Pedro Vignola, acompanhou sua turma durante o encontro. Para ela, todas as ações da igreja são uma preparação para os jovens que estão no caminho de receber o Sacramento do Crisma. “Nós estamos, esse ano, participando dos eventos relacionados a quem vai receber o sacramento e a todas as ações que fazem parte do Sínodo da Juventude. Acredito que é um evento de grande sucesso até porque nós estamos trabalhando essa temática, da caminhada da juventude e da importância da vida cristã”, explicou Amanda Rodrigues, catequista.

Ao centro, em pé, Amanda Rodrigues, catequista com seu grupo de crismandos

Dom Zenildo Lima, bispo auxiliar de Manaus, abordou o segundo tema do encontro “Conversa dos bispos com os crismandos”, sobre a perspectiva de uma nova Sinfonia Vocacional. “Quem é capaz de atitudes novas, de uma sinfonia nova, quem é capaz de dar a igreja uma nova fisionomia sem quebrar a sinfonia é quem tem a força de Deus, que são vocês. Não somos nós, ‘vasos velhos e quebrados’. Quem é capaz de renovar a vida das nossas comunidades são vocês, mesmo quando a gente se sente incomodado com as coisas novas que vocês fazem. A função de quem está chegando é de trazer vida nova”, explicou Dom Zenildo Lima.

Dom Zenildo Lima, bispo auxiliar de Manaus

Na sequência, Dom Hudson Ribeiro, bispo auxiliar de Manaus, celebrou a missa com os crismandos no santuário. Durante a homilia, Dom Hudson perguntou a alguns jovens sobre qual árvore frutífera eles se identificavam na caminhada na igreja. “A maioria das repostas foi mangueira, árvore forte com muitas folhas e frutos. A gente aqui de cima, olhando para vocês, percebe que aqui é uma grande floresta pronta para dar excelentes frutos. Sejam firmes na caminhada com Cristo e contem com a gente para o que precisarem”, concluiu Dom Hudson Ribeiro, bispo auxiliar de Manaus.

Dom Hudson Ribeiro, bispo auxiliar de Manaus

Marcos Vinícius, catequista da comunidade Santa Paulina, pertencente à Área Missionária Santa Rosa de Lima – Setor Padre Rugério Ruvolleto, participa do encontro pela segunda vez. Para o catequista, encontros como esse somam novos forças para a caminhada dos crismandos. “Eu tenho uma turma de quase vinte crismandos e puxo muito por eles. A gente se preparou, juntamente com a área missionária,  motivando esses jovens para que todos estivessem aqui”, explicou Marcos Vinícius, catequista.

A jovem Lara Marina, da comunidade de São Benedito, pertencente à Área Missionária Santa Catarina de Sena – Setor Nossa Senhora dos Navegantes, participou pela primeira vez do evento e falou da alegria de encontrar os crismandos de Manaus e do interior, assim como os bispos. “Eu fiquei ansiosa e nervosa. É uma experiência única porque eu nunca vi o bispo pessoalmente. Eu estou muito feliz por ver tantos jovens animados seguindo o mesmo caminho que o meu”, explicou Lara Marina, crismanda.

O tema “Sinfonia e Vocação” vai além da motivação na caminhada da igreja, mas também trata da vocação que o jovem vai escolher para sua vida como pessoa íntegra na sociedade. De acordo Maria Rosália Gaspar, coordenadora arquidiocesana da Catequese Arquidiocesana à Serviço (CAS), o encontro dos crismandos com os bispos é uma ação em parceria com a pastoral vocacional. “Essa missão pode ser em qualquer lugar da sociedade. Eles podem assumir o papel de cristão missionário seja em Manaus ou em qualquer lugar do mundo. É uma motivação, é algo que vai motivar nos seus corações e na sua vida missionária. Quando se fala em vocação não é só a religiosa, mas também integral”.

A coordenadora também deixou uma mensagem de agradecimento a todos os participantes: “É com imensa alegria que em nome da equipe da Catequese Arquidiocesana, agradecemos a cada crismando presente neste Santuário São José.  Ele, que com os braços e coração aberto, acolheu a cada adolescente, jovens e adultos vindo de todos os setores que fazem parte da nossa arquidiocese. Que o Espírito Santo continue fortalecendo e lhes dando perseverança para continuarem firmes no itinerário e no amadurecimento da fé. Nós iremos nos encontrar novamente no dia 19 de maio no sambódromo para dizer mais uma vez estamos aqui. Que o Espírito Santo possa soprar o Teu Amor em nossas vidas”, concluiu Maria Rosália Gaspar, coordenadora arquidiocesana da catequese.

Maria Rosália Gaspar, coordenadora arquidiocesana da catequese

Ao final da missa, os párocos dos Santuários São José operário e Nossa Senhora de Fátima e também a coordenação do evento com os crismandos, firmaram o compromisso de que todo valor coletado nas missas desse fim de semana, assim como o evento desse domingo, será enviado como ajuda humanitária às vítimas da enchente do Rio Grande do Sul, estado que sofre com alagações desde o dia 27 de abril, onde fortes chuvas atingiram diversas regiões, deixando um crescente número de mortos, desparecidos e perdas materiais.

Cesto de coletas

Fotos: Flávia Horta – jornalista

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários