Durante encontro em Roraima, os bispos do Regional Norte1 estreitam laços e avançam como Igreja encarnada e libertadora

Os bispos do Regional Norte1, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), estiveram reunidos em Tepequem (RR), de 4 a 7 de fevereiro de 2023. Dentre os presentes esteve Dom Gilberto Pastana, arcebispo de São Luís (MA) e presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia da CNBB, que segundo o cardeal Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus e presidente do Regional Norte1, “além de ser uma visita também quis ouvir o nosso Regional. Assim estabelecermos laços cada vez maiores com a Comissão e pensarmos com a Comissão como sermos na Amazônia uma Igreja que seja uma Igreja missionária, uma Igreja samaritana, uma Igreja sempre muito presente, como foi no passado e deseja ser também agora no presente, ainda mais com as orientações do Papa Francisco”, que o cardeal disse ser um momento muito bom, muito importante.

Os bispos ouviram e encaminharam as questões a respeito do abuso de menores. Dom Leonardo Steiner lembrou que “nós temos a comissão de escuta em nosso Regional, mas temos que encaminhar outras questões para podermos prevenir”. Segundo o presidente do Regional Norte1, “isso foi uma questão muito bonita, muito profunda, de vermos como fazer para colocarmos as nossas comunidades dentro desse processo de prevenção”,. Ele destacou também que “foram dadas algumas sugestões, foi constituída uma pequena comissão para depois irmos devagar levando para as nossas dioceses essas sugestões dadas em relação à prevenção”.

Um encontro que também tem uma dimensão de vivência fraterna, com momentos de lazer, de encontro, uma oportunidade para conhecer a região do Tepequem, um antigo garimpo que hoje está mais voltada para o turismo.

Momento de convivência fraterna

O cardeal Steiner insistiu na importância de estreitar os laços entre os bispos, ainda mais com os três bispos novos recém ordenados no Regional Norte 1. Ele lembrou que “conhecem o nosso Regional, sempre foram muito atuantes como presbíteros e agora como bispos haverão de nos ajudar para que sejamos uma Igreja sempre profundamente encarnada e libertadora”. Igualmente recordou que alguns bispos, depois do encontro, irão em São Gabriel da Cachoeira para o início do ministério episcopal de dom Vanthuy.

Dom Vanthuy Neto, Dom Hudson Ribeiro e Dom Zenildo Lima

Um dos novos bispos, que participou pela primeira vez, foi Dom Hudson Ribeiro, ordenado bispo no dia 2 de fevereiro, assumindo a missão de bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus. Ele diz viver este encontro como “momento de conhecimento, reconhecimento, afirmação, reafirmação, encontro e reencontro de uma realidade que já é nossa e ao mesmo tempo é de se conhecer”. Ele disse se sentir tranquilo porque se sente acolhido, destacando o quão é “bonito esse colegiado do Norte 1, porque ele representa muita harmonia, muita comunhão, também muita alegria, bom senso de humor”.

Segundo Dom Hudson “prevalece o desejo de querer levar a pastoral, a evangelização, o pastoreio com alegria e entusiasmo”. Ele afirma que “esse início de conhecimento, de reconhecimento do trabalho, também é de assumir responsabilidades”. Os bispos do Regional Norte1 atribuíram ao novo bispo quatro responsabilidades, que ele define como “responsabilidades para o serviço e que eu acolho com muita alegria”.

Um momento de inserção, segundo o bispo, “de inserção daquilo que já me pertencia, de pertencia à Igreja”. Ele vê seu novo ministério como “uma nova condição de servir, mas a mesma Igreja”, insistindo em que “ a gente se sente em casa, e isso é muito bom”.

Colaboração: Pe. Luis Miguel Modino, assessor de comunicação CNBB Norte1

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários