Cardeal Steiner afirma que a igreja da Amazônia está acostumada a ser uma Igreja sinodal

“Estamos em Sínodo”, afirmou o Cardeal Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus e presidente do Regional Norte1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no primeiro dia da primeira etapa da Assembleia Sinodal do Sínodo sobre a Sinodalidade, que reúne até 29 de outubro no Vaticano 464 representantes das Igrejas do mundo, dentre eles 13 brasileiros e brasileiras.

O dia começou com a celebração da Eucaristia, dando início à assembleia de um Sínodo que “já vem caminhando há muito tempo”, segundo o cardeal Steiner, que insistiu em que “nós participamos, nós demos as nossas sugestões, e agora estamos aqui, junto do Papa Francisco, dando os primeiros passos”.

Dentre as expectativas, que disse ser muitas, o cardeal Steiner destacou “a alegria de nos encontrarmos com tantas pessoas de diversas culturas, de diversas regiões é muito grande”. O arcebispo de Manaus insiste na “confiança muito grande que se criou com o retiro de três dias que tivemos todos juntos fora de Roma”. Dom Leonardo Steiner destacou que “essa confiança vai nos ajudarmos a termos abertura suficiente para refletirmos e debatermos a questão da sinodalidade”.

O arcebispo de Manaus enfatizou que “nós que somos da Amazônia estamos acostumados com uma Igreja sinodal. Nós temos a participação dos leigos, a participação dos povos indígenas, dos padres, dos bispos, as nossas assembleias diocesanas, prelatícias, as nossas assembleias dos regionais, recordando sempre esse modo de ser Igreja, um modo de ser Igreja sinodal”.

O cardeal Steiner afirmou que “é claro que nós daremos mais passos ainda, estaremos muito mais atentos para a questão da justiça, que faz parte da sinodalidade, a questão da casa comum, que faz parte da sinodalidade, nós ouviremos as sugestões de todas as outras igrejas particulares”. Ele pediu “que Deus nos ajude a termos um bom Sínodo e que nós ofereçamos a nossa experiência de fé, de caminhada da nossa Igreja, uma Igreja missionária, uma Igreja sinodal”.

Por Pe. Luis Miguel Modino – assessor de comunicação CNBB Norte1
*Correspondente no Vaticano durante o Sínodo da Sinodalidade

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários