Congresso reúne 500 participantes de Movimentos e Novas Comunidades da Arquidiocese de Manaus

No dia 27 de novembro aconteceu no Centro de Convivência Magdalena Arce Daou, localizado no bairro Santo Antônio, o Congresso dos Movimentos e Novas Comunidades, reunindo cerca de 13 Comunidades de Vida e 20 Movimentos da Arquidiocese de Manaus. Ao todo, foram aproximadamente 500 pessoas que, no decorrer do dia, participaram de vários momentos de oração e animação, incluindo a palestra proferida por Dom Tadeu Canavarros, bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus e referencial dos Movimentos e Novas Comunidades. O evento finalizou com a missa presidida pelo Pe. Martin Laumann e concelebrada pelo Frei Servo, auxiliados pelo diácono Leonardo Lucas

O Congresso teve como tema “O papel dos Movimentos e Novas Comunidades no Caminho Sinodal da Igreja”, realizado com os objetivos de gerar uma troca de experiência entre os participantes e fazer a apresentação de todos os Movimentos e Novas Comunidades que fazem parte da Arquidiocese de Manaus, sua estrutura, carisma e onde estão presentes, conforme explica Tell Menezes, da equipe organizadora do evento.

“Nosso objetivo foi apresentar o carisma de cada Movimento e Comunidade, quem são, aquilo que cada um faz e onde faz, para que quem atua dentro da igreja saiba o que cada um desenvolve dentro da Arquidiocese, para isso cada um teve um tempo de cerca de 5 minutos para apresentar sua identidade e missão”

Tell Menezes, Coordenador da Comunidade Nova e Eterna Aliança

Cada movimento e comunidade participante também teve um estande para demonstrar um pouco dos seus carismas de modo individual a cada visitante que aparecia, gerando uma troca de experiência e conhecimento mútuo, além de poderem também fazer a venda de seus produtos (camisas, artigos religiosos, livros e etc). Outro ponto pensado pela equipe organizadora foi a venda de lanches, sendo o momento de alimentação também opotunidade para reencontros de amigos.

Um dos momentos mais aguardados foi a palestra de Dom Tadeu, que utilizou um roteiro baseado no Ano Vocacional, para ministrar o tema do congresso, “O papel dos Movimentos e Novas Comunidades no Caminho Sinodal da Igreja”. Dom Tadeu utilizando do seu carisma salesiano, conversou de forma aberta e descontraída com os participantes, fazendo indagações e chamando a atenção aos assuntos mais importantes, como o fato de incentivar a leitura mais aprofundada da Palavra e dos documentos da igreja, e o que significa ser discípulo, ser igreja e ser comunidade de vida.

A missa celebrada pelo Pe. Martin, pároco da paróquia Santíssima Trindade, encerrou o evento. Em sua homilia, o sacerdote salientou que não devemos nos esquecer dos jovens, pois eles também darão continuidade a cada missão realizada pelos movimentos e comunidades. Também comentou a respeito das vocações e do quanto é importante saber cultivar a de cada um, pois vocação não se refere apenas à vida religiosa, mas sim saber cultivar o carisma e o talento que cada um tem para servir a missão, seja como leigo ou religioso.

Segundo Núbia Gonzaga, secretária dos Movimentos e Novas Comunidades, foi um desafio muito grande trabalhar com uma diversidade de grupos e carismas, mas no final a avaliação foi muito positiva.

“Tivemos uma equipe de cindo pessoas para pensar e organizar num curto espaço de tempo, todo esse evento que hoje vemos aqui. Nosso objetivo era amostrar nossas propostas e carismas por meio dos standes e apresentação e podemos dizer que nosso objetivo foi alcançado, sabemos que alguns grupos faltaram, porém, a grande maioria apareceu e isso nos deixa satisfeitos. O que fica de aprendizado para o ano que vem é o melhoramento e a inclusão de mais grupos”

Núbia Gonzaga

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários