Mês da Bíblia é destaque para a Igreja Católica

O mês de setembro se tornou referência para o estudo e a contemplação da Palavra de Deus, tornando-se em todo o Brasil, desde 1971, o Mês da Bíblia. Desde o Concílio Vaticano II, convocado em dezembro de 1961, pelo papa João XXIII, a Bíblia ocupou espaço privilegiado na família, nos círculos bíblicos, na catequese, nos grupos de reflexão, nas comunidades eclesiais.

Neste ano, a Comissão para Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), fará o aprofundamento do livro de Josué com a inspiração: “O Senhor, teu Deus, estará contigo por onde quer que vás” (Js 1,9).

O Doutor em Sagradas Escrituras, padre Josué Costa, ressalta a importância das comunidades se unirem para o estudo do subsídio proposto pela comissão.

A Bíblia Católica e a Bíblia Evangélica são livros diferentes. A edição católica contém 7 livros a mais e é uma tradução a partir da língua grega.

Há muitas dúvidas entre os cristãos que ainda não estão habituados à leitura orante da bíblia. Padre Josué Costa, indica alguns métodos para quem desejar fazer um estudo bíblico.

A comissão disponibilizou o texto base e o subsídio para a realização dos encontros bíblicos. O material também pode ser encontrado nas principais livrarias católicas.

 Rafaella Moura – Rádio Rio Mar 

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários