Fórum das Famílias encerra com a missão de trabalhar a pastoral de conjunto em prol das famílias

No dia 21 de agosto, a Coordenação da Pastoral Familiar realizou no auditório do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora – Centro, o X Fórum das Famílias que esse ano teve como tema: Amor Familiar, vocação e caminho de santidade e lema: Nós amamos, porque Ele nos amou primeiro (I João 4:19). O evento teve aproximadamente 200 participantes vindos de quase todos os setores da Arquidiocese de Manaus que, no decorrer do dia, participaram de momentos de oração, confraternização, além das formações ministradas pelos padres Edwin Casadiego e Hudson Ribeiro e da participação especial do bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, Dom Tadeu Canavarros. O evento teve início às 8h e finalizou às 17h com a santa missa presidida pelo Frei Faustino, Assessor da Pastoral Familiar Arquidiocesana.

A edição deste ano marca o retorno totalmente presencial dos participantes, visto que em 2020 não aconteceu em virtude da pandemia do covid-19, e no ano passado, com o retorno gradual das atividades, o encontro aconteceu de forma mista, com os participantes alternando on-line e presencial. O Fórum também encerra a Semana Nacional das Famílias (SNF), que teve início no dia 12 de agosto, com celebrações realizadas simultaneamente nas três Regiões Episcopais da Arquidiocese e com várias atividades (encontros, formações, leitura orante da Palavra, missas, etc) ocorrendo nas paróquias e comunidades no decorrer da semana.

De acordo com Francisco Nascimento, coordenador arquidiocesano da pastoral familiar, o fórum não serviu apenas para reaproximar os agentes após dois anos de pandemia, mas também com a missão de trabalhar a pastoral de conjunto em prol das famílias. “Ficamos dois anos sem fórum, mas a partir desta edição, vamos elaborar um projeto de trabalho junto com os movimentos família (pastoral do batismo, criança, idoso, carcerária e juventude), para que possamos montar um cronograma de trabalho com aquilo que foi debatido aqui e assim procurar, no decorrer de um ano, fazer essa parceria com as outras pastorais para envolver família e vocação dentro da igreja”, explicou.

Ao fim da tarde, antes do início da celebração com Frei Faustino, Dom Tadeu subiu ao palco para dar a benção e dizer algumas palavras, salientando dois caminhos que todo agente deveria seguir. “Eu penso que dois caminhos são bastante essenciais dentro da pastoral familiar: um é fé, a fé que nasce de encontros autênticos com Jesus e a descoberta verdadeira de quem é Jesus; e o outro caminho é a narrativa da fé, pois isso ajuda àqueles da nossa família a participar dessa experiência e isso vai clareando e exemplificando como é Jesus Cristo a partir do seu testemunho de vida”, comentou o bispo auxiliar.

Avaliação do evento

“Avalio esse evento de forma positiva, onde podemos reconhecer que, apesar da nossa igreja estar caminhando em direção a Cristo, vemos que muitos agentes ainda estão com dificuldade de voltar às atividades presencialmente, por isso precisamos realizar esse trabalho junto as nossas bases para mostrar que estamos presentes e não queremos que ninguém caminhe isolado, precisamos estar em união, juntos, para que assim possamos expandir nossas atividades para as pequenas comunidades, em lugares mais distantes que ainda não foram visitadas, daí a importância de um evento como esse, que nos ajuda a entender todas as dificuldades de nossos agentes”, disse Francisco.

 

Gostou? Compartilhe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Comentários