Arquidiocese de Manaus

COMIDI realiza o “Despertar Missionário das Comunidades” no Colégio Dom Bosco

O Conselho Missionário Diocesano (COMIDI), realizou na manhã deste sábado (30/07) o Despertar Missionário das Comunidades, que aconteceu de 8h às 13h no auditório do Colégio Dom Bosco – Centro e trouxe como lema: A Igreja em estado permanente de missão: “Sereis minhas testemunhas” (At, 1,8).  O evento começou com um delicioso café da manhã partilhado e, por volta das 9h, os apresentadores Hallana Jéssica, Coordenadora Regional da IAM e Pe. Braz Lourenço, assessor espiritual do COMIDI, animaram a manhã com uma vasta programação que contou com assessoria de Pe. Manuel Rubson, Geraldo Bendaham, Arcebispo Metropolitano Dom Leonardo Steiner e da Ir. Pasquita, representante do Conselho Missionário Regional (COMIRE).

O COMIDI tem por finalidade animar missionariamente a (arqui)diocese, informar a situação missionária da igreja, formar agentes, articular a dimensão missionária da igreja local, organizar a ação e promover a cooperação na (arqui)diocese, cooperar com as necessidades da igreja no mundo inteiro. O COMIDI é composto pelos organismos: Conselho Missionário Paroquial (COMIPA), Rede de Comunicação Missionária (RECOMIS), Infância e Adolescência Missionária (IAM), Juventude Missionária (JM), Conselho Missionário de Seminaristas (COMISE), Conselho Missionário Regional (COMIRE) e demais colaboradores missionários.

E foi com esse espírito de animação missionária que o encontro reuniu cerca de 175 pessoas, num clima de muita alegria e descontração, onde durante toda a manhã, os presentes puderam participar de momentos de partilha, música (com César Marques e Mercy Soares), dança, espiritualidade e muito mais. Um dos momentos mais tocantes com certeza foi a apresentação das crianças da IAM com a Ir. Andreia Muller, falando sobre o protagonismo da fé dentro da missão que busca a evangelização de criança por meio de outra criança, fazendo dela a própria protagonista da obra. “A IAM não é uma catequese e sim o primeiro passo para introduzir a criança no caminho de missão permanente, fazendo o bem sem olhar a quem”, comentou Helen Prestes, da equipe de coordenação regional.

A Espiritualidade Missionária na Formação dos Padres Diocesanos foi o tema da palestra de Pe. Rubson, que subiu ao palco logo após a apresentação coreográfica da JM. Na ocasião o padre falou um pouco da sua experiência vocacional o do tempo que atuou no Seminário São José, sendo um dos primeiros articuladores para a implementação do COMISE na Arquidiocese de Manaus. Na sequência foi a vez do seminarista Rolisson Afonso do COMISE, falar a respeito de como foi a experiência de participar do 4º Congresso Missionário Nacional de Seminaristas (COMINSE), realizado de 11 a 17/07 na cidade de João Pessoa (PB), evento este que contou com a participação de aproximadamente 350 seminaristas de todo o Brasil.

Outro momento muito aguardado foi a participação de Dom Leonardo, falando sobre o Documento Santarém, que este ano completou 50 anos, mas que mesmo assim, ainda possui diretrizes que são seguidas até hoje. O Arcebispo em sua fala enfatizou duas palavras que são muito importantes no processo de evangelização e para o bom andamento da igreja que são: encarnação e libertação, encarnar no sentido de se “enculturar” de acordo com a realidade local e as características próprias de cada povo e libertar, no que diz respeito a ser uma igreja em saída, que não tem amarras para evangelizar e que vive o processo de sinodalidade, que nada mais é do que o “caminhar juntos”, seguindo aquilo que o Papa Francisco vem pregando há tempos.

Pe. Geraldo entrou logo na sequência e aproveitou o gancho deixado por Dom Leonardo para apresentar os slides com uma síntese em primeira mão, do que foi colhido com as respostas dos oito subsídios de escuta distribuídos para ajudar no processo de elaboração da Assembleia Sinodal Arquidiocesana. Pe. Geraldo também falou brevemente com mais detalhes sobre cada subsídio e seu público alvo, além de explicar também mais um pouco  sobre a expressão “Sinodadlidade”, logo depois, apresentou 10 tópicos da síntese para termos ideia de como a igreja, com seus agentes de pastorais, grupos, movimentos, reagiram aos questionamentos, trazendo seus anseios e desejos, assim também como podem ajudar a melhorar esse processo de caminhar juntos.

Antes do encerramento houve uma breve pausa para o lanche e no retorno Pe. Braz apresentou o Plano Missionário Nacional (PMN) e na sequência Ir. Pasquita abordou as Diretrizes do Regional Norte 1 e Plano de Evangelização.  Logo após, a Ir. Michele Silva (ICM), da Rede Um Grito Pela vida, fez uma bela apresentação falando sobre a missão de lutar contar a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O evento finalizou com o momento de envio do Pe. Braz com oração, benção e encaminhamento do “kit missionário”, feito pela equipe de coordenação do COMIDI para todos os representantes dos setores presentes e aos oito coordenadores dos COMIPAS da nossa Arquidiocese. 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *