Arquidiocese de Manaus

Seminário Educação e o cuidado com a Casa Comum comemoram os sete anos da Laudato Si

O Seminário Educação e o cuidado com a Casa Comum,  comemorando os sete anos da Laudato Si foi realizado neste sábado (28/05)  no Auditório Mãe Paula, localizado nas dependências do CEFAM. Seminário contou com aproximadamente 35 inscritos e teve como Paula Tema: Rostos da Economia de Francisco e Clara em Manaus. O encontro começou às 8h30 com a acolhida e café partilhado, seguido da animação musical conduzida por Edney Manauara e, as 9h20 teve início a Roda de Conversa sobre Campanha da Fraternidade, Juventude e políticas sociais, tendo como formadora a Prof. Historiadora Elizabete Machado, aluna do Programa de Graduação em História da UFAM e professora do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. 

De acordo com Mercy Soares, vice-presidente do Conselho de Leigos da Arquidiocese de Manaus, o seminário tem como objetivo também, dar um foco especial na Economia de Francisco e Clara, que é aquela que preza pela conservação do meio ambiente, menos descarte, menos plástico e menos poluição. “Aqui temos como alguns empreendimentos que representam o rosto da Economia de Francisco e Clara em Manaus. Cada inscrito recebeu o texto base da CF, onde se pensa numa nova sociedade baseada numa nova economia, atendendo ao chamado do Papa Francisco que nos convida a dar uma nova espiritualidade à economia, que não vise só o lucro e que não gere a morte e sim que respeite toda a forma de vida do planeta”, disse Mercy.

O seminário seguiu sua programação pela parte da tarde, com a mensagem de Eduardo Brasileiro – Referencial Brasileiro da Articulação de Francisco e Clara. Na sequência, Ir. Elis e Mercy falaram sobre Educação e Casa Comum Fascículo da CF 2022 – Os 10 princípios da Economia de Francisco e Clara, relacionando às práticas solidárias presentes do Evento, finalizando com a apresentação das Práticas de Economia Solidária organizadas em Manaus, entre eles: Economia de Comunhão; Pastoral da Promoção Humana; Rede Biribá, com a produção do sabão ambiental (Sambiental); e Artesanato Pedroca.

Banco Comunitário

Um dos assuntos tocados durante o seminário, foi a proposta dos bancos comunitários. Segundo Mercy, esses bancos são uma proposta da economia de Francisco e Clara para sair do sistema de lucro dos grandes bancos, pois os bancos comunitários visam a distribuição dos bens que foram coletados em comum. “No Brasil existem 103 bancos comunitários, aqui no Amazonas ainda não temos nenhum e a ideia é levar essa proposta, dessa moeda social para o foco da economia de Francisco e Clara”, explicou

Fotos colaboração: Arquivo da Coordenação do Seminário



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *