Arquidiocese de Manaus

Sares lança relatório sobre agrotóxicos em parceria com pastorais e organismos

Foi realizado na última quarta-feira em formato virtual, o lançamento do relatório sobre Agrotóxicos no Planalto Santareno. A atividade foi uma iniciativa do Serviço Amazônico de Ação Reflexão e Educação Socioambiental- SARES, juntamente com o Observatório Luciano Mendes de Almeida- OLMA em parceria com o Centro de Promoção de Agentes de Transformação (CEPAT).

Os grandes campos de monocultura de soja e milho são, na região do Planalto Santareno. A população daquela região enfrenta a degradação do ambiente por meio dos agrotóxicos. As substâncias têm efeitos danosos à saúde, como intoxicação, convulsões, dificuldades respiratórias, entre outros danos que podem ser irreversíveis, destaca o infectologista, Bernadino Albuquerque.

Segundo o elaborador do relatório, Pe. Guilhermo Cardona, o objetivo do documento é mostrar para a população quais os impactos negativos dos agrotóxicos usados pelo agronegócio, em Santarém, Bel Terra, Mojuí dos Campos, todos municípios do Pará.

O professor titular na Universidade Federal do Amazonas – UFAM, Neliton Silva, é engenheiro agrônomo, Coordenador do Laboratório de Entomologia Agrícola da UFAM, Membro do Fórum Amazonense de Combate aos Agrotóxicos, e apresenta quais os riscos que a natureza sofre com o uso dos agrotóxicos e afirma que é possível praticar uma agricultura sustentável, sem prejuízos.

O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos e a maior parte são neuro tóxicos, carcinogênicos entre outros. Conforme o ambientalista Carlos Durigan, há estudos que mostram o alto índice de contaminação.

Você encontra o lançamento do relatório na Página do Facebook do Serviço Amazônico de Ação, Reflexão e Educação Socioambiental – SARES: https://www.facebook.com/SaresSJ

 

Ouça a matéria completa?

 

 

Rafaella Moura – Rádio Rio Mar 



Por: Rafaella Moura



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *