Arquidiocese de Manaus

Entrega do Mausoléu da Arquidiocese de Manaus é marcada por missa e bênção

Um projeto sonhado há alguns anos por uma comissão de padre foi concretizado nesta quinta-feira, 17 de março, com a entrega do Mausoléu da Arquidiocese de Manaus construído no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, localizado no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus. A obra foi realizada com recursos doados por um benfeitor anônimo, e foi inaugurada com procissão, missa e bênção do local. O momento contou com a presença de alguns padres atuantes na Arquidiocese de Manaus e o evento fez parte do encerramento do retiro anual do clero arquidiocesano. A celebração foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, e concelebrada por seus bispos auxiliares, Dom Tadeu Canavarros e Dom José Albuquerque, auxiliados pelo Diácono Gutemberg.

O espaço será um local de descanso, onde repousarão os corpos dos padres falecidos, onde se pode rezar e recordar a vida de sacerdotes que doaram a vida no serviço nesta Igreja de Manaus. Segundo Dom Leonardo, faz algum tempo que os padres observaram a necessidade de ter um local para enterrar membros falecidos de seu clero, sendo não apenas um espaço para deixar os corpos dos nossos padres, mas também um lugar de memória e homenagens.

Em sua homilia, Dom Leonardo destacou a importância em sempre recordar a vida daqueles que já partiram, que já estão na presença de Deus, e que este será um espaço para este fim. Disse ainda que serão transferidos os restos mortais de padres que foram sepultados em outros locais para concentrar ali a memória dos sacerdotes que se doaram ao serviço na Igreja Católica de Manaus.

Antes de iniciar o momento das preces, padre Alcimar Araújo foi convidado a ler uma lista com o nome de 20 padres já falecidos, a fim de fazer uma breve recordação destes. Durante as preces Dom Leonardo colocou o serviço de todos aqueles que ajudaram na construção do local e agradeceu a doação dos recursos para este fim.

Ao final da celebração Dom Leonardo realizou a bênção do Mausoléu, entronizou a imagem da Imaculada Conceição, padroeira da Arquidiocese, e os padres presentes foram convidados a depositar flores e velas aos pés de Nossa Senhora.

Por fim, o secretário da Semulsp, Sabá Reis, entregou ao Arcebispo uma certidão de propriedade do espaço, atendendo em definitivo à solicitação deste espaço que, conforme informações da Semulsp, o mausoléu foi projetado pelos garis e construído pelos coveiros da Semulsp. No total, foram criadas oito gavetas e 33 ossários, sendo considerado um monumento para visitação. De acordo com o secretário da Semulsp, Sabá Reis, o espaço atende a solicitação da Arquidiocese e servirá para homenagear os religiosos que trabalharam intensamente na região metropolitana de Manaus.



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *