Arquidiocese de Manaus

Pastoral Familiar Realiza a sua 4ª Assembleia no Auditório Da Paróquia São Jorge

A pastoral Familiar da arquidiocese de Manaus realizou no último dia 27 de novembro, no auditório da Paróquia de São Jorge a sua IV Assembleia Arquidiocesana, começando com o casal Manoel e Vanda do Regional Norte 1, falando das mudanças necessárias para o Pré Matrimônio com a preparação próxima, dando ênfase na preparação dos noivos em catecumenato onde é necessário uma preparação personalizada em 8 meses, com o subsídio de acompanhamento personalizado para a Vida Matrimonial, da pastoral Familiar, também foi apresentado em nossa Assembleia o subsídio de acompanhamento dos recém casados, já com o casal Nacional Afrânio e Flávia teve o enfoque das cinco prioridades para o setor casos especiais.

Após o lanche partilhado o Bispo referência da pastoral familiar, Dom José Albuquerque, falou sobre a importância da escuta em família, e do processo de acompanhamentos das Famílias e da importância da Assembleia como preparação aos trabalhos para o ano que se inicia, também foi feito um balanço dos dois anos de coordenação da equipe do casal Francisco e Lúcia, “é com alegria que a coordenação vem agradecer a sua equipe que mesmo durante a pandemia conseguiu realizar os acompanhamentos das equipes paroquiais e Áreas Missionárias também agradece os setores, movimentos, serviços, paroquias e Áreas Missionárias que se fizeram presente individualmente em nossa Assembleia, realizada na tarde e inicio da noite do dia 27/11, em todos os momentos da equipe e de nossa Assembleia tivemos olhar atencioso do nosso assessor Frei José Faustino, que no decorrer do ano sempre esteve presente em nossas reuniões da Coordenação e da Ampliada, fica o agradecimento da equipe ao nosso assessor”, disse o coordenador Francisco Nascimento

“A leitura do livro de Atos dos Apóstolos (1a5) no Novo Testamento, na Bíblia Sagrada, dá uma diretriz precisa sobre a importância de os cristãos terem um grupo de comunhão para compartilhar, encorajar-se mutuamente, motivar-se para a missão e orar uns pelos outros. Na verdade, nos cinco primeiros capítulos, tal importância já é revelada com clareza. A comunhão regular com irmãos e irmãs de fé numa mesma comunidade é parte imprescindível da caminhada com Jesus.”

Texto e fotos colaboração: Francisco Nascimento


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *