Arquidiocese de Manaus

Arquidiocese de Manaus realiza Seminário em alusão à V Jornada Mundial dos Pobres

A Cáritas e pastorais sociais realizaram na manha desta sexta-feira (12/11) o primeiro seminário em alusão a Jornada Mundial dos Pobres, instituída pelo Papa Francisco, que esse ano chega na sua 5ª edição trazendo como tema: Sentes Compaixão? E lema: Sempre Tereis pobres entre vós (Mc 14, 7)

O seminário aconteceu das 8h às 13h no auditório Mãe Paula, localizado no Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus (Cefam), contando com a participação do Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, além de representantes leigos e religiosos que trabalham diretamente com mais pobres e desfavorecidos.

O evento reuniu cerca de 70 pessoas, entre agentes da pastoral do povo da rua, pastoral do migrante, pastoral indigenista, Fraternidade O Caminho e Comunidade Nova e Eterna Aliança. Segundo o vice-presidente da Caritas Arquidiocesana de Manaus, Pe. Alcimar Araújo, o Seminário é extremamente importante pois é o primeiro passo para se conseguir realizar um desejo de Dom Leonardo, de criar um vicariato da caridade.

“Esse é um seminário extremamente importante, porque estamos retomando um trabalho que, em virtude da pandemia, ficou quase dois anos parado e entendemos isso como um embrião para levar a frente o projeto do Vicariato da Caridade, para isso pretendemos fazer uma planejamento para o ano que vem reunindo todos as entidades que trabalham com os pobres”, disse.

Ainda de acordo com Pe. Alcimar, o objetivo desse planejamento é fazer uma rede que atenda melhor os desfavorecidos para não só combater a fome, mas também cobrar as devidas providências do poder público, pois não tem como apoiar o irmão necessitado só com os recursos da igreja, daí a importância de se exigir as políticas públicas.

“Nós temos que nos fortalecer e nos organizar para poder ter uma incidência politica melhor junto à sociedade e a igreja. Eu sei que acabar com a fome não é uma tarefa fácil, mas também sei que há muito omissão, por isso temos que precisamos fazer a nossa parte e também cobrar das autoridades que foram colocados como responsáveis em ajudar a população”, explicou

De acordo com o diácono Afonso Brito, secretário executivo da caritas arquidiocesana, o seminário foi dividido em dois momentos distintos, tendo a composição da mesa diferenciada para cada um deles: o primeiro voltando para a ação concreta e o segundo abordando a ação politica e do governo.

“Vale ressaltar que essas ações de ajuda aos pobres não são pontuais e sim permanentes, pois a Arquidiocese realiza essas ações o ano todo, mas é importante que se faça ecoar aqui neste seminário o grito da fome, o grito daquele que esta desesperado e desempregado, de modo que depois possamos estar trabalhando enquanto sociedade civil, mas que o governo também possa dar alguma resposta com políticas efetivas”, disse o  diácono.

Mais informações em breve



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *