Arquidiocese de Manaus

Igreja Católica apoia Rede de Combate a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18 de Maio é marcado pelo Dia Nacional de Combate à Exploração de Crianças e Adolescentes e a igreja católica também apoia essa causa. O Amazonas possui uma Rede Intersetorial de Proteção à Criança e ao Adolescente, composta por Secretarias de Estado, sob a coordenação da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), Ministério Público do Trabalho (MPT), Conselho Estadual de Direito da Criança e do Adolescente (CEDCA) e Organizações da Sociedade Civil ligadas à causa da criança e do adolescente, além da Polícia Civil.

Na Arquidiocese de Manaus existe a Rede um Grito pela Vida que integra o Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra crianças e adolescentes do Amazonas (CEVSCA) e o Fórum Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Estado do Amazonas nessa rede protetiva.

Infelizmente esse tema tem se naturalizado, vítimas principalmente do sexo feminino não tem sido vistas como abusadas. Isto, parte da sociedade justifica pelo tipo de roupa, pelo comportamento, muitos dizem até que elas querem isso. Infelizmente a luta contra isso é muito grande e cheias de desafios.

Segundo a psicóloga, Aline Padilha, o abuso e a exploração sexual pode trazer consequências irreversíveis no desenvolvimento da criança e do adolescente até a vida adulta.

De acordo com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, dos 159 mil registros feitos pelo Disque Direitos Humanos ao longo de 2019, 86,8 mil são de violações de direitos de crianças ou adolescentes, um aumento de quase 14% em relação a 2018. A cada duas horas uma menina é violentada no país.

A Rede Um Grito Pela Vida atua em diversas regiões do país, articuladas em mais de vinte núcleos, integradas com as organizações eclesiais e civis, fomentando, promovendo e/ou participando de atividades e processos de prevenção e assistência e  intervenção política, buscando instruir e  instrumentalizar a sociedade a fim de coibir o crescimento da inserção de vítimas neste mercado do crime. A integrante da rede, Irmã Rose Bertoldo faz um alerta sobre o crime, principalmente nesse período de pandemia.

Você encontra a programação no facebook redeumgritopelavida.

Se você desconfiar de algo, observar sinais, denuncie no disk 100.

Ouça a matéria completa:

 

Rafaella Moura – Rádio Rio Mar

 

 



Por: Rafaella Moura



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *