Arquidiocese de Manaus

“Faça bonito” reúne pastorais, movimentos e autoridades para juntos rezar em prol do direito das crianças e adolescentes

“Faça Bonito – 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Não é uma data para se comemorar, mas sim uma data para a gente se responsabilizar e assumirmos na rede proteção, o papel que cada um tem como cristão(ã). É uma data para nós rezarmos por aqueles que se empenham em favor do direito das crianças e adolescentes possam se sentir fortalecidos, motivados e encorajados, apesar de todas as dificuldades. É uma data para que nós rezemos para que as autoridades respondam aquilo que é de direito às nossas crianças e adolescentes, assim como nossas famílias”, disse Pe. Hudson Ribeiro, ao dar às boas vindas aos presentes na missa do meio dia concelebrada pelo Pe. Sebastião Maia, auxiliados pelos diáconos Afonso Brito e Edson Ferreira.

Presentes na celebração também estavam representantes da Cáritas Arquidiocesana, da Rede um Grito pela Vida, da Comunidade Nova e Eterna Aliança, do Serviço de Psicologia da Arquidiocese de Manaus, da Pastoral do Menor, do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra crianças e adolescentes do Amazonas (CEVSCA), do Fórum Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Estado do Amazonas, do Conselho Tutelar, além da desembargadora Joana dos Santos Meirelles, Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJA) e do ex-deputado estadual e ex-secretário de Educação do Amazonas Luiz Castro e sua esposa.

Em sua homilia, Pe. Hudson comentou a respeito de se perseverar, de ser persistente assim como fez São Paulo em sua missão de pregar o evangelho, mesmo com todos os desafios e adversidades. “Que a vocação de Paulo seja inspiração para nós, para que nós possamos não abandonar a luta, pois apesar que muitas vezes nós nadamos contra a maré, sabemos que as crianças, adolescentes e famílias que sofrem por causa da violência sexual contam conosco. Então, que todos nós possamos ser, dentro da rede de proteção, o Paulo e a Paula daquele que assume essa vocação de seguir em frente mesmo com todas as dificuldades”, disse o pároco.

Pe. Hudson também falou da importância do “Permanecer”, para que todos continuem atendendo ao chamado da luta contra o abuso sexual contra crianças e adolescentes e não desistam no caminho. “Essa causa é apaixonante, começamos de pouquinho, mas quando vemos já estamos completamente envolvidos nesta rede de enfrentamento. Que nessa data de hoje, possamos louvar a Deus e pedir para que não tenhamos nem vontade ou desejo de desistir, porque àquele que nós chamou permanece caminhando conosco, nos sustentando na fé, para que a justiça seja instaurada, para que a responsabilidade possa ocorrer e para que um dia desapareça o 18 de maio e o estatuto do homem realmente seja cumprido”, comentou.

Sobre o Faça Bonito

A Campanha Faça Bonito, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes. Anualmente a Campanha tem um dia nacional de mobilização, o dia 18 de Maio, data escolhida porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o  “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

No decorrer do mês, toda uma vasta programação foi e ainda será realizada, não limitando às ações e gestos concretos somente ao dia 18 de maio. Entre as ações programadas podemos citar: Lives com entrevistas e rodas de conversa; entrevistas aos veículos de imprensa, portais, tv e rádio; Apresentação no Centro de Mídias de pequenos vídeos das instituições nos intervalos da Aula em Casa (manhã e tarde); Seminário Regional nos dias 27,28 e 29/05 com o tema: Violência sexual infanto-juvenil: Do contexto da Pandemia da Covid-19 a Migração na Região Amazônica.

Fotos colaboração: Arquivo da Cáritas



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *