Arquidiocese de Manaus

Bênção dos Santos Óleos e renovação das promessas sacerdotais marcam Missa do Crisma na Arquidiocese de Manaus

Seminaristas, Diáconos, Religiosos(as), Padres, Bispos e alguns representantes de pastorais, grupos e movimentos da Arquidiocese de Manaus, participaram da cerimônia litúrgica realizada na manhã da Quinta-Feira Santa (01/04), no ginásio do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde foi realizada a benção dos Santos Óleos (Enfermos, Catecúmenos e Crisma). A celebração foi presidida pelo Arcebispo de Manaus, Dom Leonardo Steiner, que concelebrou junto ao clero, que durante a santa missa reafirmaram, diante de Deus, do Arcebispo e de todo o povo presente, seus votos sacerdotais e o compromisso de servir a Jesus Cristo, que foi assumido no dia de sua ordenação.

Em virtude da pandemia, este ano a solenidade foi restrita ao clero, religiosos e convidados leigos. Os fiéis que não puderam estar presentes acompanharam a celebração que foi transmitida ao vivo pala TV Encontro das Águas, Rádio Rio Mar e Redes Sociais da Catedral Metropolitana de Manaus. A celebração iniciou com o Pe. Hudson Ribeiro, pároco da Igreja da Matriz, dando as boas vindas à todos os presentes e salientando o importância se manter o afastamento orientado como forma de evitar aglomeração e assim prezar pela saúde e segurança de todos os presentes. Na sequência, Pe. Zenildo Lima, Reitor do Santuário São José, fez a acolhida salientando que “estamos todos reunidos num só coração e numa só alma, como comunidade de fé”, para celebrar com fervor e profunda oração, a Celebração Crismal que marca o fim da Quaresma e início do Tríduo Pascal.

Normalmente essa solenidade aconteceria na Catedral Metropolitana de Manaus, seguindo uma tradição de muitos anos, uma celebração muito desejada pelos presbíteros, conforme explica  Pe. Hudson. “Tomamos todos os cuidados para podermos estar hoje aqui, com uma expectativa de 400 pessoas reunidas conforme as normas da vigilância sanitária, neste lugar arejado e espaçoso, para celebrar esse momento muito esperado por todos os padres, onde renovamos nossas promessas sacerdotais e retomamos na memória o dia da nossa ordenação sacerdotal. Uma tradição que, mesmo realizando todos os anos, não deixa de ser marcante e cheio de emoção para todos nós padres”, explicou. 

A celebração também foi marcada pela apresentação do ícone de São José, confeccionado por um artista do munícipio de Manacapuru, que foi apresentada no final da missa. “Fora a benção dos óleos e a renovação das promessas sacerdotais, este momento celebrativo deste ano tem uma novidade, que é a apresentação do quadro de São José, que foi produzido pelo artista Manoel Nerys, o mesmo compositor da música ‘Nossa Vida é Missão’, que tinha confeccionado para o seu irmão Pe. Marino, da Área Missionária Sant’Ana, e como esse ano a igreja celebra o ano de São José, a arquidiocese achou conveniente fazer a apresentação para todos durante essa celebração que mostra muita a comunhão da Igreja”, disse Pe. Hudson.

A benção dos Santos Óleos

Logo após a renovação das promessas sacerdotais, teve início a procissão dos óleos, onde acompanhamos a apresentação dos óleos a serem abençoados e consagrados por Dom Leonardo durante a celebração, cada um com seu significado e sua importância dentro do rito da igreja, entre eles:

Óleo dos Enfermos – Usado no sacramento ministrado aos doentes. Este óleo significa a força do Espírito Santo de Deus para a provação da doença, para o fortalecimento da pessoa no enfrentamento da dor e, inclusive a morte, se for chegada a sua páscoa.

Óleo dos Catecúmenos – Catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo. Este óleo significa a libertação do mal, a força de Deus que penetra nos seus eleitos e eleitas, libertando-os e preparando-os para o novo nascimento pela água e pelo Espírito.

Óleo do Crisma – Neste, o bispo faz a mistura do óleo com perfume, significando a plenitude do Espírito Santo, revelando que o cristão e a cristã deve irradiar ‘o bom perfume de Cristo’. Também faz o sopro lembrando o vento do Espírito de Deus. Este óleo é administrado no sacramento da Confirmação (Crisma), quando o cristão e a cristã é confirmado na graça e na força do Espírito Santo para viver como adultos na fé. é administrado na sacramento da Ordem, para ungir ‘os eleitos’, que irão trabalhar no anúncio da Palavra de Deus como presbíteros, conduzindo o povo e santificando-o no mistério dos sacramentos. Também é usado na dedicação dos altares, que indica Cristo na Igreja como pedra angular.

Mensagem do Arcebispo

“Esta missa é um momento muito significativo, onde reunimos o clero e fazemos a benção dos óleos, onde no fim do celebração, cada padre pega um pouco para levar para a sua comunidade, paróquia ou área missionária. Ano passado, em virtude do coronavírus, nós quase não celebramos, esse ano já podemos contar com um determinado número de pessoas e por isso queremos agradecer ao povo de Deus, sempre tão generoso, acolhedor e compreensivo diante das iniciativas da nossa arquidiocese nesses tempos de pandemia, participando conosco de suas casas. Agradecemos a todos, religiosos e leigos, qua ajudaram na organização e condução desta celebração, agradecemos às Irmãs Salesianas Filhas de Maria Auxiliadora, que mais uma vez nos acolheram e agradecemos aos profissionais que nos ajudaram na transmissão realizada pelas nossas rádios Rio Mar FM e Castanho FM, TV e Rádio Encontro das Águas e Pascom da Catedral, fica o nosso muito obrigado”, finalizou o arcebispo.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *