Arquidiocese de Manaus

Padre Marco Antônio Ribeiro assume Paróquia São Geraldo

A Paróquia São Geraldo, situada à Região Episcopal Nossa Senhora dos Remédios, acolheu seu novo pároco, o padre scalabriniano Marco Antônio Alves Ribeiro, empossado pelo arcebispo de Manaus, Dom Leonardo Ulrich Steiner, durante celebração eucarística realizada na noite do dia 8 de janeiro. Concelebrou o novo vigário paroquial Pe. Martinus Deporasi Nato e o padre Valdecir Mayer Molinari que se despediu da paróquia após 12 anos de atuação em Manaus para assumir uma nova missão em Cuiabá.

No início da celebração Dom Leonardo afirmou que gostaria de ter mais pessoas na igreja para participar desse momento, em especial os migrantes assistidos pelos scalabrinianos, nesta paróquia, porém em virtude da pandemia não foi possível. Pe. Valdecir fez a leitura do decreto de nomeação do Padre Marco Antônio que em seguida fez sua profissão de fé diante do arcebispo e demais presentes.

Durante a homilia Dom Leonardo ressaltou a importância da comunidade e o pároco caminharem juntos e estarem sempre dispostos a buscar Jesus. “O Evangelho de hoje pode ser como sinal da caminhada da comunidade com o novo pároco. A comunidade que sempre está disposta a buscar Jesus, a comunidade que se sente frágil e quer se aproximar de Jesus, e o pároco com uma comunidade buscar Jesus e ele, como pároco indica a quem recorrer, a quem buscar para a purificação para a transformação e ele indicará Jesus. Mas o pároco também deverá ter os gestos de Jesus, os gestos de acolher, o gesto da Purificação do perdão dos pecados, o gesto da partilha da solidariedade, especialmente nesta paróquia, o novo pároco terá todos os gestos e o seu olhar seu modo de acolher, de ver e de viver em relação aos nossos irmãos migrantes. É um trabalho extraordinário que essa paróquia faz. […] Com dedicação e acolhimento foram percebendo como essas pessoas necessitavam da purificação de pertencer a uma sociedade, de pertença a uma terra, de pertença a um país, de ter emprego, de ter documentação, de ter sociabilidade, de serem tratados como pessoas humanas como filhos de Deus. Nós somos profundamente agradecidos aos padres que muito fizeram pelos migrantes”, afirmou Dom Leonardo.

O novo pároco afirmou estar assustado com a situação em que a cidade se encontra, mas está confiante na graça de Deus e tomando os cuidados necessários. “Esta missão aqui faz parte de vir aqui para poder acompanhar e animar a comunidade scalabriniana presente nesta arquidiocese, na qual junto com o padre Martinus e aqui junto faremos uma comunidade. Nós religiosos somos chamados primeiro a sermos um sinal profético da presença de Deus em determinado lugar. Mesmo que não façamos nada, a nossa presença indica profecia, indica um caminho. E o carisma é atenção aos migrantes, é mobilizar a igreja local para ser sinal dos migrantes. Não fazemos sozinho estamos aqui para ser um sinal. Tem a congregação scalabriniana feminina, tem outras entidades, outros voluntários que também trabalham. Então, eu não preciso ter medo porque eu sei que eu não estou sozinho”, destacou Pe. Marco Antônio.



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *