Arquidiocese de Manaus

Paróquia N. Sra. das Graças encerra festejos da padroeira com carreata e missa

Aproximadamente 80 veículos participaram da carreata em honra a Nossa Senhora das Graças que, em virtude da pandemia causada pelo novo Coronavírus, substituiu a tradicional procissão que reúne milhares de fiéis dos quatro cantos da cidade caminhando pelas principais ruas do bairro até finalizar com a missa campal, geralmente realizada na Rua Brasil. Mas esse ano a missa foi realizada na própria igreja de Nossa Senhora das Graças, sendo presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, concelebrada pelo pároco Paulo Cesar Ferreira; pelo reitor do Santuário São José, Pe. Zenildo Lima e pelos padres Celso Ferreira e Antônio José.

A celebração, assim como todas as outros que ocorreram durante os dias do festejo, seguiu todas as normas de segurança visando manter a saúde dos fiéis, para isso, foi montando na área externa da igreja, toda uma estrutura para que pudesse acompanhar também pela parte de fora por meio de telões. As celebrações também foram transmitidas pelas redes sócias da paróquia, para que os devotos que não puderam comparecer, pelo menos acompanhassem tudo ao vivo no conforto de seus lares.

“Como é bom estarmos celebrando a nossa padroeira! Se não fosse a pandemia, estaríamos reunidos em tantas mil pessoas. Nós estamos representando hoje, todas essas pessoas que gostariam de estar aqui olhando para Nossa Senhora, agradecendo as graças recebidas e também implorando graças. Nós agradecemos a presença de todos e lembramos principalmente dos mais necessitados”, disse Dom Leonardo ao dar as boas vindas.

A abertura dos festejos começou no dia 17/11 e, do dia 18 à 26, foi realizado o novenário trazendo cada dia um tema diferente, mas todos com o foco em Maria, tendo como presidente da celebração não apenas o pároco, mas também um padre convidado que revezava com Pe. Paulo. No nono dia do novenário, o bispo auxiliar da arquidiocese de Manaus, Dom José Albuquerque presidiu a celebração e fez a benção das medalhas milagrosas.

Homilia do Arcebispo

“O padroeiro ou padroeira serve de inspiração, mas que proteção é o exemplo que serve para todas as comunidades. Nós ficamos admirados como Deus conseguiu transformar a vida de cada homem e mulher que seguiu a santidade  e Nossa Senhora nos inspira e nos protege, pois ela é a cheia de Graça e que nos oferece graças a partir de Jesus, para ser um bom pai, boa mãe, bom filho  e assim vamos nos transformado para ser a Graça de Deus em nossas casas”, comentou Dom Leonardo em um trecho de sua homilia.

Fotos colaboração: Rosalice Mello

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *