Arquidiocese de Manaus

PPI comemora 15 anos de existência com missa no Santuário N. Sra. Aparecida

A Pastoral da Pessoa Idosa (PPI) organizou na manhã desta quinta-feira (5/11), a missa de ação de graças pela passagem dos 15 anos da PPI no Amazonas. A celebração foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, contando com a participação do Arcebispo Emérito Dom Sergio Castriani e concelebrada por alguns padres convidados. Também estiveram presentes vários agentes e líderes da pastoral de diversos setores da Arquidiocese de Manaus, além dos representantes do Fórum Permanente do Idoso, do Conselho Estatual e Municipal do Idoso, da Fundação Aberta da Terceira Idade (Funati), e do Exmo. Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

A celebração contou com momentos emocionantes, de muitas homenagens e reconhecimentos. De acordo com Iara Lanza, coordenadora arquidiocesana da PPI, a celebração teve como objetivo, louvar e agradecer a Deus pelo trabalho realizado pela PPI ao longo de uma década e meia. “A gente está sob o efeito de fortes emoções e chegamos num momento em que percebemos que o trabalho não foi em vão e nem inútil, e sim uma caminhada muito satisfatória que, ao longo  dela fomos fazendo várias parcerias que nos ajudam com o trabalho junto aos idosos e com essas força nós só temos a agradecer”, disse Iara.

Ainda de acordo com Iara, a celebração foi à segunda parte da comemoração dos 15 anos, que teve início com a realização do II Simpósio da PPI, que ocorreu nos dias 23 e 24 de outubro. “Nossa celebração foi muito boa e foi uma continuação das nossas comemorações que começou com o nosso Simpósio que foi excelente, tendo mais de 400 inscritas on-line e que gerou como fruto uma carta aberta à sociedade manauara e todos os políticos, inclusive ao prefeito Arthur que estava presente na celebração, onde solicitamos um espaço para a construção de uma Casa Vida, onde nosso idoso tenha mais dignidade e também a criação de mais políticas públicas voltadas para o cuidado com os idosos, com apoio, assistência médica e tudo mais que eles precisam”, explicou Iara.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *