Arquidiocese de Manaus

Fiéis participam de missa e carreata em honra a São Francisco das Chagas

A Paróquia São Francisco das Chagas, localizada no bairro Colônia Oliveira Machado, celebrou às 16h deste domingo (04/10), a santa missa em honra ao santo padroeiro da ecologia, São Francisco de Assis, um dos santos mais populares e queridos, conhecido pela sua bondade e humildade, nascido há mais de 800 anos. A celebração foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner e concelebrada pelo pároco, Pe. Geraldo Bendaham, lembrando que a missa teve transmissão ao vivo pela Rádio Rio Mar e pelas redes sociais e seguiu todas as normas visando à saúde e segurança dos fiéis.

A programação também contou com as seguintes atividades: 7h, missa e carreata; 9h e 11h, Batizados dos peregrinos que fazem promessa; 12h, Oração com os moradores de rua (antes de almoçar) e almoço com os pobrezinhos de Francisco. Após a celebração houve a carreata com a imagem do santo percorrendo as principais ruas dos bairros educandos e colônia oliveira machado, com a benção dos veículos e fiéis, muitos destes devotos inclusive participaram tanto da celebração como da carreata, vestidos como São Francisco, uma forma de homenageá-lo carinhosamente ou pagar promessa por alguma graça obtida.

Durante a homilia, Dom Leonardo fez questão de analisar dois pensamentos com base no texto do evangelho: “A vinha que Deus preparou, somos nós mesmos e que Ele quer sempre cuidar de nós, na medida em que nós trabalhamos nossa vida e produzimos bons frutos; Jesus é a pedra angular, o arco é a nossa vida e quem dá a beleza e segurança a esse arco da nossa vida é Jesus que transforma nossas vidas”. Depois o arcebispo comentou a respeito da vida de São Francisco, um santo que fez de tudo para trabalhar na vinha do Senhor e só se apegou a Jesus.

“Hoje celebramos a festa de São Francisco, ele não quis nenhum fruto, nenhum vinho, entregou tudo, viveu pobre, simples, despojado e livre. Deus o convidou para trabalhar na sua igreja, com os cristãos e as comunidades que precisavam ser reformados. Deus buscou frutos e São Francisco deu e nos ensina como salvar em Jesus e viver a palavra de Deus. Ele tinha os sinais, nas mãos, nos pés e no peito das chagas de Jesus, pois ele sabia que Jesus era a razão da vida dele e procurava viver e proclamar Jesus e por isso se tornou chagado, pois ele queria experimentar a dor do amor e começou a compreender que todos somos irmãos, como uma grande família”, comentou o arcebispo.

Ao fim da celebração, Pe. Geraldo disse algumas palavras de agradecimento a todos os agentes de pastorais que trabalharam nas novenas que começaram no dia 25/09 até o dia 03/10, aos que participaram da celebração, do almoço com os pobres e também a todos que acompanharam pelas redes sociais e ouvintes da rádio Rio Mar.

 

Fotos colaboração: Alexandre Martins, Luana Queiroz e Jennyfer Castro – Pascom

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *