Arquidiocese de Manaus

Alimentação Saudável é destaque no acompanhamento das famílias na Pastoral da Criança

A Pastoral da Criança é um organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil –  CNBB. Sua atuação se dá na capacitação de líderes voluntários que assumem a tarefa de orientar e acompanhar as famílias de baixa renda em ações básicas de saúde, educação, nutrição e cidadania tendo como objetivo o “desenvolvimento integral das crianças, promovendo, em função delas, também suas famílias e comunidades, sem distinção de raça, cor, profissão, nacionalidade, sexo, credo religioso ou político”.

Um dos trabalhos que a Pastoral da Criança exerce de forma incisiva durante a visita domiciliar, as famílias cadastradas, é a orientação para que os pais introduzam alimentos saudáveis durante este processo de desenvolvimento da criança.

No Guia do Líder, livro utilizado durante a capacitação dos agentes, existem orientações básicas de saúde, entre elas sobre nutrição. Todas as orientações contidas no livro, são de profissionais da saúde.

Existem alimentos que são sobrecarregados em açúcares, sal e outros ingredientes que não são saudáveis e, por isso, prejudiciais para a nossa saúde e das nossas crianças. Por isso, é muito importante estimular e introduzir alimentos saudáveis na rotina da criança nos primeiros anos de vida e tornar o momento de comer uma hora gostosa, divertida e prazerosa, assim ela levará hábitos saudáveis consigo para toda a vida, afirma a coordenadora Estadual Suplente da Pastoral da Criança, Maria Valterina dos santos Albuquerque.

Valterina destaca uma pesquisa realizada nos primeiros 1 mil dias de vida da criança, que é o tempo determinante para que a criança cresça saldável.

Uma das formações que a pastoral promove é sobre a horta caseira. Líderes e as mães acompanhadas participam da formação.

 Se você deseja conhecer de perto o trabalho desta pastoral, entre em contato por meio do telefone 99308-0561.

 

Ouça a matéria completa:

 

 

 

Rafaella Moura – Rádio Rio Mar

Foto: Pastoral da Criança 



Por: Rafaella Moura



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *