Arquidiocese de Manaus

Missionários da Consolata celebram vida consagrada na Área Missionária São Francisco das Chagas 

No dia 10 de agosto, na Comunidade Menino Jesus, bairro Nossa Senhora de Fátima II, que faz parte da Área Missionária São Francisco das Chagas, Setor Pe. Pedro Vignola, Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida, foi realizada uma celebração pelos 15 anos de vida consagrada da Ir. Pasquita Kikula, Missionária da Consolata e pelos 12 anos de vida sacerdotal do pároco da Área Missionária, Pe. Bichehe Afonso Amane.

A celebração foi presidida por Dom Leonardo Steiner, arcebispo metropolitano de Manaus e concelebrada pelo Pe. Afonso, pelo Pe. Flávio Santos, pároco da Área Missionária Divina Misericórdia e administrador da Área Missionária Família de Nazaré, pelo Pe. Thiago Alves, pároco da Área Missionária São Pedro Apóstolo e o Pe. Stephen Michel, da Paróquia Santo Afonso.

O momento foi de grande alegria para os coordenadores de comunidades, pastorais e movimentos da Área Missionária São Francisco das Chagas, porque além de celebrar o sim da Ir. Pasquita e do Pe. Afonso, também foi a primeira vez em que Dom Leonardo visitou a área.

Durante a cerimônia, a Ir. Pasquita fez a sua renovação dos votos.

Para Dom Leonardo, “a Ir. Pasquita e o Pe. Afonso, doam suas vidas com alegria e nascemos neste mundo para uma vida plenificada”.

Histórico de Pe. Afonso

Pe. Bichehe Afonso Amane nasceu no dia 6 de Junho de 1972, em Montepuez, Moçambique, filho de pais muçulmanos, Amane alumari e Raina Nanripo, último dos três irmãos. Foi batizado no dia 2 de fevereiro de 1978, recebeu a sua primeira comunhão em 19 de Outubro de 1986 e um ano depois recebe os dons do sacramento da confirmação, a força do Espirito Santo e a coragem para testemunhar Jesus Cristo no seio da sua comunidade, atuando como jovem.

Embora apreciasse a experiência partilhada por alguns seminaristas que vinham de suas férias, resistiu primeiramente à ideia de ser sacerdote: “Deus me livre!” respondeu uma vez quando um de seus amigos vocacionado lhe perguntou se queria ser padre.

Bichehe viveu e cresceu junto com a família. Cinco anos mais tarde, sentiu o chamado de Deus. A partir desse momento começou a discernir sobre qual o caminho que deveria seguir e em 1995 começou a fazer os seus acompanhamentos vocacionais com as irmãs missionárias da Consolata; sentiu grande alegria e satisfação pessoal. Em 31 de Janeiro de 1996, com 16 colegas, ingressou no Instituto Missões Consolata, cursando o seminário propedêutico de Nampula, onde permaneceu até 1998. Realizou seus estudos de filosofia no seminário Santo Agostinho, Maputo-Moçambique entre os anos 1999-2001. Em 2002, fez o noviciado ainda em Maputo. Durante esse tempo, trabalhou pastoralmente em diversas comunidades. O noviciado foi concluído com a sua Primeira Profissão religiosa, no dia 22 de Dezembro de 2002.

Em 2003 foi destinado para São Paulo, Brasil, onde realizou os estudos de teologia. Ao concluir os estudos em Dezembro de 2006, foi enviado para a Paróquia de São Brás de Plataforma em Salvador da Bahia, para fazer o seu ano do serviço da missão. Esta experiência foi de grande importância para ele, pois junto com o povo, Deus lhe concedeu um grande amor à vocação missionária.

No dia 17 de Novembro de 2007 fez a Profissão Perpetua, consagrando-se inteiramente a Deus para a Missão. No dia seguinte, 18 de Novembro, com a imposição das mãos de Dom Josafá Menezes da Silva, recebeu a ordenação diaconal. Depois de sua ordenação continuou estando lá para prestar serviços ainda à Igreja local e aprendendo os valores autênticos com o povo.

Em 10 de Agosto de 2008, na Missão de São José de Montepuez, sua terra natal, pela imposição das mãos de Dom Ernesto Maguengue, Bispo da Diocese de Pemba, Moçambique, recebe a ordenação sacerdotal. Em Dezembro de 2008, chegou à região Amazônica, Brasil, onde foi destinado para realizar a sua atividade missionária. Por quase 7 anos trabalhou na diocese de Roraima com os povos indígenas da Raposa Serra do Sol.  

Em outubro de 2015 o padre Afonso recebe do seu superior outra proposta de missão sendo destinado para Manaus para assumir como pároco a Paróquia de Santa Luzia do bairro Santa Luzia, onde permaneceu até 2 de setembro de 2017. 

Hoje com uma nova experiência que irá fazer nesta Arquidiocese de Manaus, está aqui no meio de nós para dar continuamente o seu sim a Deus, assumindo esta Área Missionária São Francisco das Chagas como pároco. Que o Senhor nosso Deus abençoe a todos e todas e que Maria Nossa Mãe o cubra, junto com os seus paroquianos desta área missionaria, com seu manto de amor.

Texto e fotos colaboração: Kethlen Maciel


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *