Arquidiocese de Manaus

Missa de ação de graças celebra os 24 anos de ordenação sacerdotal de Pe. Zenildo Lima, Dom José Albuquerque e Pe. Geraldo Bendaham

Na noite desta terça-feira (04/08), foi realizada a missa em ação de graças pelos 24 anos de vida Sacerdotal de Padre Geraldo Bendaham, Padre Zenildo Lima e Dom José Albuquerque. A celebração teve início às 19h na Paróquia São Francisco das Chagas, localizada no bairro Colônia Oliveira Machado, tendo como presidente Dom José, concelebrantes Pe. Zenildo e Pe. Geraldo, contando ainda com a presença do Pe. Vitor Hugo, vigário paroquial da Área Missionária Família de Nazaré. Durante a celebração também foi lembrado o dia de São João Maria Vianney, padroeiro dos padres.

Não há dúvidas que, durante 24 anos de caminhada presbiteral, os três sacerdotes já possuem uma vasta experiência no meio do povo e perante as atividades da Arquidiocese de Manaus, por onde já atuaram em diversos serviços. Pe. Geraldo atualmente exerce a função de Coordenador de Pastoral Arquidiocesano, além de pároco da paróquia São Francisco de Assis desde fevereiro de 2017; Pe. Zenildo, desde 2016 está como Reitor do Seminário Arquidiocesano São José, que acolhe jovens de oito, das nove dioceses do Regional Norte 1; e Dom José, que atua como bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus desde junho de 2016.  

A missa ocorreu segundo as normas de higiene e segurança proposta pela arquidiocese e também foi transmitida ao vivo pelo facebook da paróquia. Durante a homilia, Pe. Geraldo comentou um pouco a respeito da caminhada religiosa percorrida ao longo desses 24 anos e da alegria que é servir ao povo de Deus durante todo esse tempo. “É uma alegria estar aqui comemorando mais um ano de vida sacerdotal que Pe. Zenildo, Dom José e eu completamos hoje. Há 24 anos, no Studio 5 nos recebemos nossa ordenação presbiteral diante de umas 5 mil pessoas e hoje nós podemos falar um pouco dessa experiência que é se sentir amado por Jesus, que é o que garante a missão e sustenta nosso ministério a serviço do povo de Deus”, disse.

Padre Geraldo também falou a respeito do santo que é padroeiro dos padres. “São João Maria Vianney, fez uma profunda experiência fundamentado na Palavra de Deus, a sua santidade é porque ele ficou parecido com Jesus, no sentido de acolher e servir às pessoas, realizar as práticas sacramentais com todo carinho, amor e atenção e por isso as pessoas reconheceram nele, um sinal de Deus. Já são mais de 160 anos da sua morte e a igreja continua olhando para o testemunho desse padre, que viveu num pequeno povoado da França que era um verdadeiro pastor e talvez seja isso que o povo continua esperando dos padres. Somos o trigo, mas também somos o joio, porque somos pessoas, mas apesar de tudo isso, somos amados por Deus, temos nossas fragilidades, mas temos a nossa doação e generosidade para servir ao povo de Deus”, comentou o pároco.

Antes do fim da celebração, a comunidade fez uma breve homenagem aos três presbíteros, fazendo memoria da vocação de cada um deles e falando da importância e gratidão pelo sim dado à Deus, pedindo a proteção e benção de Deus e Maria e lembrando que, comemorar o aniversário de ordenação é também comemorar a vida, pois a ordenação presbiteral é algo marcante e significativo para igreja, porque reafirma a aliança de Deus com a humanidade. “Nós três não escolhemos e sim fomos escolhidos e a nossa história vocacional depende muito das nossas famílias e de nossas comunidades de origem. Continuem rezando por nós e que Deus abençoe todos os presbíteros, seminaristas e vocacionados”, finalizou Dom José.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *