Arquidiocese de Manaus

Comunidade Santo Antônio celebra festa do padroeiro na Área Missionária Santa Mônica

A Área Missionária Santa Mônica (AMSM), pertencente ao setor Padre Pedro Vignola, festejou na noite deste sábado (13/06), a missa em honra à Santo Antônio, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner diretamente da Comunidade Santo Antônio, localizada à Rua São Lucas, nº 58 – bairro Colônia Santo Antônio.

A celebração foi concelebrada pelo bispo auxiliar Dom José Albuquerque, pelo pároco Pe. Claudio Trabacchin e pelo vigário paroquial pe. Roberto Bovolenta e, antes de finalizar foi realizado a benção dos pãezinhos de Santo Antônio. Tudo transmitido ao vivo pela página do facebook da Arquidiocese de Manaus.

Durante a sua homilia, Dom Leonardo falou sobre o nosso papel de ser Sal da Terra e Luz do Mundo em nossas vidas. “Jesus nos chama para ser Sal e Luz, Sal para sermos instrumento de tempero, pois sem o tempero e a presença de Jesus na vida, fica difícil compreender a dor e a solidão, mas sendo sal da terra ajudamos as pessoas a saborear a vida.

O texto do evangelho também nos diz que somos Luz, luz para iluminar as pequenas coisas, iluminar os caminhos para que as pessoas percebam onde se encontram e estão, uma pequena luz na escuridão da desesperança, uma pequena luz que ilumina a solidão, e assim, sendo Sal e Luz, sejamos bendição de Deus e as pessoas assim comecem a glorificar a Deus, porque elas também se tornaram Sal e Luz”, disse o arcebispo.

Sobre Santo Antônio

“Santo Antônio viveu num tempo muito difícil, mas mesmo assim ele foi um verdadeiro exemplo de Sal da Terra e Luz do Mundo, iluminou a vida das pessoas através de suas palavras e de suas pregações, anunciando e proclamando a palavra de Deus e ele não conhecia apenas a palavra de Deus, ele vivia a palavra e percebia a grandeza e a nobreza da palavra que nos faz ver a Deus. Como ele vivia da palavra, não tinha receio de ensiná-la, por isso converteu tantas pessoas, por isso que mudou a vida de tantas pessoas, pois a voz era dele mas era o Espirito de Jesus que estava sobre ele.

E nós queremos ser como Santo Antônio, a comunidade quer ser como Santo Antônio, ser Sal e Luz na sociedade de hoje que necessita de tanta transformação, mas primeiro, antes de anunciar, é preciso ler, meditar e assim o Espirito do Senhor repousará sobre nós e assim proclamaremos a palavra de Deus aos mais necessitados. Santo Antônio foi o homem da palavra de Deus e por isso que nós, mesmo depois de tantos séculos, continuamos a glorificar a Deus pelas almas que ele converteu”, comentou Dom Leonardo ao final de sua homilia.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus