Arquidiocese de Manaus

Missa da Santa Ceia recorda a instituição da eucaristia e o dia da instituição do sacerdócio

Na noite de 9 de abril, o arcebispo de Manaus, Dom Leonardo Steiner, celebrou a Missa da Santa Ceia, junto com os bispos auxiliares Dom José Albuquerque e Dom Tadeu Canavarros, e o padre Hudson Ribeiro, na Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Conceição.  Sem a presença dos fiéis, a celebração foi acompanhada ao vivo através da TV Encontro das Águas, Rádio Rio Mar e fanpage da Catedral Metropolitana de Manaus.

Após a proclamação do Evangelho, realizada por Dom José Albuquerque, Dom Tadeu Canavarros proferiu, emocionado, a homilia dessa vez de forma diferente, pois ao invés de se dirigir para os fiéis em uma igreja lotada, ele saudou aos ouvintes, telespectadores e internautas que acompanhavam direto de suas casas e iniciou dizendo que a liturgia da quinta-feira santa é um convite a aprofundar completamente no mistério da Paixão de Cristo, onde quem deseja segui-lo, deve sentar a sua mesa.

“A Páscoa dos Judeus, mãe da páscoa Cristã, trazia em seu seio alguns elementos básicos daquilo que celebramos: a partilha, a preservação da vida e o memorial dos feitos de Deus. Hoje celebramos o dia da instituição da eucaristia; o dia da instituição do sacerdócio; o dia que o Senhor, reunido com seus discípulos, nos deixa o mandamento do amor. Hoje é o prenuncio da oferta de Jesus por nós na Cruz; é o dia que Ele se oferta por nós na Eucaristia; é o dia que Ele, num gesto simbólico se põe a lavar os pés dos seus discípulos, esse é o gesto que foi a vida Dele e que nos liberta das trevas e onde Ele dar o exemplo para seus discípulos e todos nós”, disse Dom Tadeu.

No decorrer da homilia, Dom Tadeu também falou da importância do sacerdócio e do infinito amor de Jesus na eucaristia, tornando-nos um só com Ele, quando Ele é a verdade, a vida e o caminho, oferecendo a sua carne para comer e o seu sangue para beber. “Quando recebemos Cristo na comunhão eucarística, somos unidos à Cristo que nos une com os demais, a família, os amigos e vizinhos, para perdoar e viver em paz com todos. Assim a eucaristia ensina a passar de um amor afetivo para um amor efetivo. Por que amar não é apenas um sentimento, mas um ato de vontade que consiste em preferir de maneira constante, o bem do próximo ao bem pessoal. Não existe um amor maior do que dar a vida pelos amigos”, destacou o bispo auxiliar.

O rito do lava-pés foi omitido, mas o arcebispo, Dom Leonardo Steiner, motivou todos que acompanham de casa a fazê-lo intencionalmente, de maneira meditada, trazendo à lembrança uma pessoa que gostaria de lavar os pés. “Vamos fechar os olhos e pensar na pessoa que gostaria de lavar os pés. E, dentro do seu coração, você vai se inclinar para essa pessoal. Talvez uma pessoa que precise ser perdoada, talvez a que necessita de reconcialiação, talvez aquela que necessita voltar para a casa. De quem vou lavar hoje os pés?”, motivou Dom Leonardo.

Ao final da celebração, Jesus Eucarístico foi levado para uma urna/sacrário e os bispos e padre se prostaram em adoração por alguns minutos, momento importante neste dia em que se celebra a instituição da eucaristia.  Em silêncio, se retiraram. Dessa forma, encerrou-se o primeiro dia do tríduo pascal.

A transmissão da celebração está disponível na fanpage da Catedral Metropolitana. Confira!

Missa da Ceia do Senhor

Posted by Catedral Nossa Senhora da Conceição on Thursday, April 9, 2020


 



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *