Arquidiocese de Manaus

Jornada Missionária encerra com o envio em missão Ad Gentes do seminarista Matheus Marques

Na noite deste domingo (16/2), foi realizada na paróquia Divino Espirito Santo, a celebração eucarística que marcou o encerramento da Jornada Missionária e o envio do seminarista Matheus Marques, que será enviado junto ao Projeto Missionário do Regional Sul 1 da CNBB, à Diocese de Pemba, em Moçambique na África. A Santa Missa foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, concelebrada por Dom Sergio Castriani, arcebispo emérito; Dom Mário Pasqualloto, bispo emérito; Dom Tadeu Canavarros, bispo auxiliar; Pe. Ângelo Ferreira, pároco; Pe. Zenildo Lima, Reitor do Seminário São José, e demais padres da clero arquidiocesano, além de amigos, familiares e comunitários que lotaram a igreja para prestigiar esse momento único e importante não só para o seminarista Matheus, mas também para toda a Arquidiocese de Manaus.

A celebração transcorreu normalmente e, um pouco antes da benção final, iniciou-se o rito de envio com o missionário Matheus colocando-se de pé em frente ao altar, onde Dom Tadeu deu início à oração de envio e depois disse algumas palavras. “Grande é a nossa alegria em fazer este envio, convido a todos ao pensarem no Matheus e que dirija a tua oração a Deus e reze junto comigo, com a mão estendida para o Matheus, para que ele encontre sempre alento na Tua palavra e força na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, amém!”. Na sequência, Dom Leonardo continuou o rito proferindo a segunda parte da oração de envio. Depois, o seminarista Matheus, recebeu das mão de Dom Mário, a vela acesa dizendo: “Recebe este sinal e brilhe em tua vida a Luz de Cristo. Seja profeta sobretudo com o testemunho, nisto resplenderá a Glória do Pai”, disse o bispo emérito.

Em seguida, Dom Tadeu proclamou uma oração e finalizou entregando uma cruz para o seminarista Matheus dizendo: “Recebe este sinal do amor de Cristo e da nossa Fé. Anuncia Cristo crucificado, poder e sabedoria de Deus”, disse entregando o crucifixo ao Matheus, que assim como fez com a vela, apresentou à assembleia. Depois, Dom Leonardo deu a Dom Sergio uma bíblia para ser entregue ao missionário. “Com Dom Sergio começou esse projeto e nada mais justo que ele, como grande missionário, lhe entregue a palavra de Deus, que deve ser lida todos os dias. Guarde a Palavra e ela te guardará! Com a Palavra tudo é possível, sem a Palavra, solidão! Com a Palavra, aconchego e presença de Deus. Que essa palavra sempre te acompanhe. Nós vamos te acompanhar a distância, pois oração não tem geografia por isso nunca se sinto só, pois estaremos rezando por você”, disse o Arcebispo.

“Eu tenho uma expectativa de encontrar um outro povo, uma nova cultura, mas o mesmo Cristo e, tenho certeza que essa comunhão também farei onde eu estiver, seja aqui ou seja na Província de Cabo Delgado da Diocese de Pemba, onde o bispo daquele local me enviar eu irei, pois esse Jesus que é encontrado na Eucaristia é o que nos une como irmãos seja desse ou do outro lado do oceano. Muitos religiosos e missionários já saíram em missão para outros países, mas é a primeira vez que um seminarista, ligado à Arquidiocese, saí em missão Ad Gentes e eu estou muito feliz nessa vocação que Jesus colocou no meu coração”, comentou o seminarista Matheus que em breve estará viajando para a Diocese de origem do Pe. Afonso Amane, missionário de Moçambique que é pároco na Área Missionária São Francisco das Chagas – Setor Padre Pedro Vignola.

Homilia de Dom Leonardo 

“O nosso Matheus vai para uma outra cultura e uma outra realidade, não vai precisar trocar de óculos e sim da forma de olhar, porque nós aprendemos a ver o mundo segundo a nossa região e na África é um outro mundo, um outro jeito de ver as coisas e que se é preciso ir devagar, se acostumando e aprendendo a ver esse novo mundo. Matheus, lá tem outro jeito de falar, outro jeito de se expressar, outro jeito de se receber, são diversos segredos, para isso será necessário apurar o olhar e estender a mão do afeto, que perdoa e que acolhe”, comentou o Arcebispo. 

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *