Arquidiocese de Manaus

Encontro de Formação da CF-2020 aborda o JULGAR e o AGIR nos dois últimos dias

O auditório do Colégio Dom Bosco, localizado na Av. Epaminondas – Centro, sediou entre os dias 12 e 14 de fevereiro, Encontro de Formação da Campanha da Fraternidade (CF) 2020, que esse ano traz como tema “Fraternidade e vida: dom e Compromisso” e como lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34). Durante os três dias o evento contou com uma média de 400 participantes entre religiosos e leigos de todas as pastorais, movimentos, grupos e demais forças vivas que fazem parte da Arquidiocese de Manaus.

A abertura foi realizada pelo padre Geraldo Bendaham e depois a Irmã Eurides Alves, da Rede Um Grito Pela Vida, abordou a temática sob o ponto de vista do VER. Nos dois dias seguintes o evento contou com a participação do Pe. Ricardo Castro, que falou do ponto de vista do JULGAR e, na ultima noite, o evento teve a presença do Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, e dos bispos auxiliares, Dom José Albuquerque e Dom Tadeu Canavarros, onde juntos com representantes de algumas instituições, abordaram o AGIR dando exemplos práticos das ações do que cada uma realiza em diversos setores da sociedade.

Pe. Ricardo Castro, diretor do Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes), ao tratar do Julgar, destacou sete pontos da compaixão de Jesus, propondo aos presentes uma dinâmica para refletir e identificar sentimentos. Também deu destaque para a Empatia, que consiste na capacidade de compreender crenças, experiências e ideias do outro, parafraseando o filósofo Roman Krznaric que afirma “a empatia é o caminho que vai nos levar a uma sociedade mais justa, equilibrada e feliz”.

Segundo Pe. Ricardo, a compreensão é a palavra chave de nosso tempo e que durante a quaresma, a campanha da fraternidade quer ser um instrumento de radicalização do clamor por conversão sincera e profunda, conversão que abrange, entre outros aspectos, abandonar uma mentalidade indiferente à vida. Também ressaltou que é preciso enxergar nossas incoerências, preconceitos, fobias, dentre outros, evitando a incoerência em nossas práticas rituais

“As veredas do bom samaritano sejam motivos para tirar da letargia nossa juventude atual, marcada, em sua maioria, pelo medo, pela indiferença e pela covardia. Levem-nos a sempre ver que a dor do outro é mais importante que a nossa dor. A dor do próximo não é qualquer dor. Nossas dores se curam quando levamos nos ombros a dor do outro, pois da nossa dor o Senhor cuidará”, disse Pe. Ricardo.

No terceiro dia tivemos a tão aguardada presença dos bispos da nossa Arquidiocese, Dom Leonardo Steiner, Arcebispo; acompanhado de Dom José Albuquerque e Dom Tadeu Canavarros, bispos auxiliares, compuseram à mesa de debates ao lado de representantes de algumas instituições, abordaram o AGIR. Entre os movimentos, pastorais, ONG´s e serviços presentes, podemos citar: Fazenda Esperança, Pequeno Lazareno, Um Grito Pela Vida, Cáritas, Pastoral do Migrante, Pastoral do Povo de Rua, Pastoral da Sobriedade, Pastoral Carcerária e Grupo Kardecista, onde cada um teve em média 5 minutos para falar das ações práticas que realizam em diversos setores da sociedade.

Ao final do encontro, Dom Leonardo agradeceu a presença de todos e ainda convidou para a abertura oficial da CF que ocorrerá na praça em frente da igreja dos Remédios no dia 26. “Agradecemos a todos os organizadores e a presença de todos vocês, que nessa CF possamos ajudar às pessoas a despertarem para a beleza da vida, porque existem doenças na alma que não aparecem socialmente, como a corrupção, injustiça, violência e a desagregação que são doenças que precisam ser curadas, pois Deus não nos criou para a destruição e sim nos gerou para a realização”, disse Dom Leonardo antes da dar a benção final.

Formação da CF nas Paróquias e Áreas Missionárias

De acordo com Patrícia Cabral, da equipe de articulação da CF-2020, fora esse seminário, durante todo o mês até o dia 20 estão confirmadas 10 formações e ainda são previstas mais 15 formações até 10 de março. Entre os locais que tiveram formação podemos citar: Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Área Missionária Cidade de Deus, Colégio Santa Doroteia, Área Missionária Santa Maria Goretti, Área Missionária São Paulo Apostolo, Paróquia São Bento, Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Careiro da Várzea), Paróquia de Santo Antônio, Paróquia São Pedro Apóstolo(Rio Preto da Eva), Paróquia Divino Espírito Santo, Área Missionária Ponta Negra, Escola de Teologia Pastoral (AMPN), Escola Fé e Política da Área Missionária Divina Misericórdia e Paróquia Nossa Sra das Dores.

Texto e fotos colaboração: Ana Paula Lourenço



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *