Arquidiocese de Manaus

Abertura do Encontro de Formação da CF debate a temática 2020 no âmbito do VER

Aproximadamente 500 pessoas, entre religiosos e leigos de todas as pastorais, movimentos, grupos e demais forças vivas que fazem parte da Arquidiocese de Manaus, estiveram presentes na noite desta quarta-feira (12/02), para participar da abertura do Encontro de Formação da Campanha da Fraternidade (CF) 2020, que esse ano traz como tema “Fraternidade e vida: dom e Compromisso” e como lema: “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10, 33-34). O evento estará acontecendo até o dia 14 no auditório do Colégio Dom Bosco (CDB), localizado na Av. Epaminondas – Centro, onde, durante os três dias, agentes de pastorais, religiosos(as), leigos(as) instituições e pessoas envolvidas com a temática, irão abordar o assunto no âmbito do VER, JULGAR e AGIR. Mais informações e fotos em breve no site.

Após a acolhida e a animação, deu-se inicio a abertura com o agradecimento a todos os presentes e o momento de oração que consistiu na dinâmica inicial, leitura da Palavra, oração do Pai Nosso seguido da Oração da Campanha da Fraternidade. Na sequência, Pe. Geraldo Bendaham, coordenador de pastoral da arquidiocese de Manaus, foi convidado ao subir ao palco para realizar a abertura oficial do seminário da Campanha da Fraternidade. Em sua fala, Pe. Geral falou sobre quatro pontos principais, para que o encontro de formação pudessem acontecer: agradecimento aos familiares, religiosos e ao povo de Deus que realiza a missão em campo; a importância das Campanhas da Fraternidade; As orientações e dicas do Arcebispo de Manaus e a quarta coisa foi a respeito da exortação pós sinodal, que foi o resultado do Sínodo para a Amazônia, que foi divulgado nesta quarta.

“Deixo uma saudação especial aos nossos familiares, pois são eles que são que dão a oportunidade para que possamos se deslocar até aqui. Também nós sabemos que a CF da fraternidade tem mais de 50 anos e tem história, elas podem até não resolver todos os problemas, mas elas levantam o debate e, esse ano, nos levantamos a bandeira da esperança, do amor, da justiça e da contemplação para a vida com o tema Dom e Compromisso, como igreja do Brasil para renovar o dom da vida nos âmbitos do VER, JULGAR E AGIR e na sexta nossos bispos estarão aqui para nos ajudar na reflexão e será feito um painel. Também não podemos esquecer da reflexão da Exortação Pós Sinodal Querida Amazônia, que foi publicada hoje como documento final do Papa Francisco onde ele divide o sonho em quatro partes: social, cultural, eclesial e ecológico, que é dirigida a todo o povo de Deus para que a gente possa se aprofundar e servir melhor”, disse Pe. Geraldo ao declarar aberto o encontro.

Depois foi a vez da Irma Eurides Alves tratar da temática no âmbito do ver, onde ela fez um breve retrospecto da caminhada da CF e da sua importância desde o inicio até contextualizar com o momento atual. “O VER da CF traz um convite muito especial para trabalharmos nossos olhares, inspirados na parábola do Bom Samaritano, que é esse olhar integral, onde a gente enxerga o outro como irmão, como próximo, sente a sua dor e se dispõe a cuidar dele, sobretudo quando estar com a vida ferida e, o texto base nos apresenta as diversas feridas da vida, como na exploração sexual, no trabalho infantil, nos desempregados e nos diversos rostos de pobreza como os migrantes, mulheres traficadas, portadores de HIV e traz esse olhar muito cuidadoso com toda essa vida ferida e na Amazônia a gente trabalha muito a questão dos povos indígenas, da mulher, da criança e adolescente que são os rostos mais próximos de nós”, comentou Irmã Eurides



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *