Arquidiocese de Manaus

Paróquia Santo Antônio celebra a posse de seu novo pároco, Frei João Messias

A Paróquia Santo Antônio, pertencente à Região Episcopal N. Sra. dos Remédios – Setor Avenida Brasil, acolheu na noite deste domingo (9/2) o seu novo pároco, Frei João Messias da Silva Souza, da Ordem dos Frades Menores (OFM), que tomou posse junto com o vigário paroquial, Frei John Machado Araújo (OFM), na celebração presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Leonardo Steiner, contando com a presença do Frei Edilson Rocha, Custódio da Custódia São Benedito da Amazônia, além da presença de alguns freis e padres convidados, como o Pe. Ronaldo, da diocese de Roraima que está visitando Manaus.

Após a procissão de entrada e acolhida do celebrante, deu-se início a primeira parte do rito de posse, que consistiu na leitura do Decreto de Nomeação do novo pároco, em seguida, o novo pároco realizou a Profissão de Fé, onde ele proclama que crê firmemente e professa todas as verdades que estão contidas no símbolo da fé. Como parte do rito, o arcebispo também entregou o Evangelho para o novo pároco, uma vez que é o seu dever anunciar a Palavra de Deus a todos as pessoas sem distinção. “Recebe o Evangelho de Cristo, do qual foste constituído mensageiro. Transforma em fé o que lês, ensina que crês e procura realizar o que ensinas”, disse Dom Leonardo ao entregar o Evangelho.

Depois da proclamação do evangelho, Dom Leonardo em sua homilia, nos levou a refletir sobre o compromisso cristão de ser sal da terra e luz do mundo. “Como é bom ter uma família, como é bom ter uma comunidade, como é bom ser discipulo e discipula de Jesus, ser SAL e saber temperar a nossa vida e nós devemos ser SAL para os outros, ou seja, não atrapalhar a vida do próximo e nem fazê-los sofrer com angustias. Temos que ser as pessoas que, com gentileza, cuidado e generosidade, torna a convivência agradável, afetuosa e perdoável, pois a função do SAL é fazer soltar o sabor e temos que ser o sal da terra e a luz do mundo”.

[…]

“E nós precisamos de muita LUZ, temos que tentar iluminar as penumbras da nossa vida, as dores, sofreres. A nossa vida adquire mais beleza e mais sentido quando saímos ao encontro das pessoas, daquelas que passam por momentos dificieis e que a nossa presença faz todo sentido para elas, temos que levar luz e fazer essa diferença, sendo a luz e a vida para nossos irmãos. Gostaria de agradecer aos frades que estão hoje assumindo essa paróquia e o serviço que já vem fazendo na Arquidiocese de Manaus, sabemos que o lugar de vocês é no meio do povo e que tem um cuidado com os pobres, que Deus abençoe a todos vocês e que sejam essa presença iluminada de Jesus no meio do povo”, disse Dom Leonardo.

Após a homilia, reiniciou o rito de tomada de posse do novo pároco propriamente dito, quando o mesmo recebeu das mãos de Dom Leonardo alguns instrumentos que simbolizam o desempenho de sua missão enquanto pastor desta poção do rebanho da Arquidiocese de Manaus. Entre os instrumentos recebidos estão: as chaves da igreja, do sacrário, os santos óleos, além de receber também a estola roxa, instrumento para a administração do sacramento da penitência. O rito finalizou com Frei Messias realizando o Juramento de Fidelidade, após esse momento, Dom Leonardo declarou o novo padre empossado e recebeu os aplausos da assembleia.

Agradecimento do novo pároco

“Rezem por nós, pedindo para que Deus nos envie o Espirito Santo para que nos dê sabedoria, um coração manso e olhar de pastar para compreender e cuidar dessas ovelhas. Assim como a disponibilidade para ir ao encontro daqueles que se encontram afastados e anunciar o Evangelho e que os nossos dias que passaremos aqui seja para a honra e glória de Deus pai”, disse Frei Messias.

“Cuidem bem deles e isso significa a ajudar a manter as pastorais e não se esquecer de rezar por eles, pois quando uma comunidade ajuda e colabora, é a melhor maneira de cuidar dos padres e frades que estão a serviço e vocês não deixem de visitar as pessoas e levar a Palavra de Deus”, foi o pedido de Dom Leonardo para a comunidade e para os frades ao final da celebração.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *