Arquidiocese de Manaus

Área Missionária São Paulo Apóstolo encerra festejos do padroeiro com procissão e missa

Na noite deste sábado (25/1), a Área Missionária São Paulo Apóstolo (AMSPA), integrante do setor Padre Pedro Vignola e da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida, encerrou os Festejos do padroeiro da AMSPA, com procissão e Missa celebrada na Comunidade Nossa Senhora de Fátima. O celebrante foi o padre Zenildo Lima, Reitor do Seminário São José e concelebrada pelos padres joseleitos Isaías de Lima e Amado Alves da Silva.

No Início da celebração, Pe. Zenildo comentou no sobre estarmos juntos para a Celebração da fé na união das comunidades. Na festa de São Paulo Apóstolo. O apóstolo que começou a Doutrina cristã que conhecemos através de suas cartas, uma compreensão da pessoa de Jesus. Aprofundamento na fé através dos seus ensinamentos.

Na Homilia, nos fala do encontro das comunidades para alimentar a fé na inspiração da dinâmica da conversão de Paulo. Fazer uma caminhada ou peregrinação para a conversão pessoal. Paulo sente convencido da vitória do anúncio da missão, não pelo seu conhecimento das leis, mas pelo conhecimento da pessoa de Jesus. Devemos nos empenhar para esse conhecimento, aprender e viver continuamente. Não deixar de ser um aprendiz. Se não nós colocamos em caminhada, não mudamos. Precisa ter paciência com os que chegam  e juntos viver esse processo de mudança, não se achar os donos da verdade. Ter sempre em mente a pergunta: “Quem és tu Senhor?”. Assim  compreenderemos  que a vida humana tem grande valor. E, novamente perguntar: “O que devo fazer Senhor?”. Deixar ser conduzido assim como Paulo recorreu a Ananias. Ir pelo mundo inteiro, anunciar a toda criatura com credibilidade no falar e no agir. Com os sinais que Cristo nos deixou: Expulsar os demônios, combatendo o mal, falar línguas, estar em sintonia com a atualidade, se beber algum veneno não morrerá, resistir ao mal, não se deixar envenenar pelas fofocas, curar os enfermos, 

Tocar no que sofre e lhes transmitir segurança. Assim, no final de nossas vidas, poderemos também falar: “Combati o nome combate, guardei a Fé!”.

Após os avisos comunitários o celebrante procedeu a benção comunitária sobre todos encerrando os Festejos de São Paulo Apóstolo.

Texto adaptado de: Blog da AMSPA

Fotos: Mauro Bechman, Matheus Lopes e Socorro Seixas

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *