Arquidiocese de Manaus

São Sebastião, festejos em honra ao padroeiro finalizam com procissão e missa campal

A Paróquia São Sebastião e São Francisco de Assis realizou a festa do santo padroeiro São Sebastião, que neste ano trouxe como tema “São Sebastião, ajudai-nos a ver, ouvir e ter compaixão, dom e compromisso com a vida”. A programação aconteceu neste dia 20, contou com a tradicional procissão, saindo às 17h, da frente da Igreja, localizada na Rua 10 de Julho, percorrendo as principais ruas do Centro de Manaus até retornar ao Largo São Sebastião, onde foi realizada a missa campal na área ao lado do Teatro, presidida pelo Administrador Arquidiocesano de Manaus, Dom Sérgio Castriani e concelebrada pelo bispo auxiliar, Dom Tadeu Canavarro e Frei Paulo Xavier, pároco da paróquia, além de demais presbíteros que também estiveram presentes, entre eles Stephen Rehrauer – superior provincial dos Redentoristas da Província de Denver.

Vale a pena lembrar que, fora a procissão e missa campal, a programação iniciou logo de manhã cedo, às 5h30 com a queima de fogos na alvorada, e com missas nos horários das 6h, 7h30, 9h e 12h e, às 15h, terço já com a igreja completamente lotada dos fiéis vindos dos quatro cantos da cidade que já ficaram direto para a procissão que começou às 17h em ponto, tendo a frente Dom Sergio Castriani conduzindo seu rebanho durante todo o percurso que foi realizado saindo da rua 10 de julho, seguindo pela Joaquim Nabuco, depois desceu a Leonardo Malcher entrando pela Av. Epaminondas até voltar novamente pela 10 de julho e chegar no Largo onde teve inicio a Missa campal por volta das 18h.

Durante a procissão, a multidão parecia aumentar a cada passo que dava e, em poucos minutos, ruas de grande extensão já estavam completamente tomada por aproximadamente 20mil fiéis que caminhavam rezando, cantando, pedindo ou agradecendo por alguma graça recebida. Como no caso do senhor Sebastião Walter, que participa há quase 40 anos da procissão. “Faço aniversário no dia de São Sebastião e por isso tenho o mesmo nome que ele. Venho todos os anos e hoje estou aqui para agradecer pelo nascimento de meus netos e rezar também por aquelas pessoas que mais precisam”, comentou o devoto que faz parte da Área Missionária Divina Misericórdia, onde atua no movimento do Terço do Homens.

Antes do encerramento, o Coral de São Sebastião, fez uma breve apresentação interpretando o Hino Oficial de São Sebastião. Logo em seguida, Frei Paulo agradeceu a participação de todos os fiéis e colaboradores, que direta ou indiretamente ajudaram durante todos os festejos, desde antes de começar o novenário, até a finalização do arraial, agradecendo também a divulgação nas redes sociais via internet e aos que acompanharam no conforto de sua casa por meio das ondas da Rádio Rio Mar 103,5 MHz que fez a transmissão na íntegra tanto da procissão, quanto da missa campal em homenagem ao santo que é padroeiro dos militares e atletas.

Mensagem da homilia

Após a procissão, deu-se início a missa campal, onde esse ano o palco/altar ficou localizado entre o Teatro Amazonas e a Fundação Rio Mar, compondo um belo cenário e que, mesmo sendo ao ar livre, o local tornou-se pequeno diante de tantas pessoas que se amontoavam em pé, sentadas ou até mesmo das muretas do Teatro, tudo era válido para prestigiar a Santa Missa celebrada por Dom Sergio. Durante a sua homilia, Dom Tadeu leu o texto escrito por Dom Sergio onde ressaltava que não existiria São Sebastião sem a obra redentora do Senhor.

“Para São Sebastião, viver era Cristo e uma vida sem Cristo não valeria ser vivida. Só ação concreta é prova da nossa boa vontade, pois há situações que só se resolvem na caridade e ser devoto de São Sebastião é segui-lo na caridade, pois temos que olhar o que a pessoas pelo que são e não os bens que elas têm. Temos que fazer o bem sem esperar nada em troca e isso é ser caridoso. Que possamos invocar o auxilio dos nossos amigos santos para vencer o mal com o bem, ofertando a própria vida em martírio se for preciso, como exemplo de São Sebastião, que há 15 séculos acompanha a vida dos fiéis que recorrem a ele”, disse Dom Tadeu.

Arraial do padroeiro

Ao fim da celebração, os fiéis ainda puderam prestigiar o arraial organizado bem na frente do palco que foi realizada a missa, com comidas típicas, brincadeira, som ao vivo com artistas locais e o tradicional super bingo. Uma programação que iniciou no dia 18, sempre após a celebração e que, além de divertir, também serviu como veículo de evangelização, atraindo até mesmo quem estava de passagem pelo local.

Entre as atrações que se apresentaram durante os três dias do arraial do padroeiro estavam: Samba das moças; Ralfael Alma; Banda Chargofas; Inês e Candinho; Banda Amazon Tribo e muito mais que, aliado a um ambiente seguro e agradável, fez a alegria de todos os presentes. “Esse é um local estratégico, muito espaçoso e onde a logística funciona. Foi bem melhor realizar nossas atividades aqui e vamos pedir da Secretária da Cultura (SEC), para que entre no calendário do Largo São Sebastião”, disse Frei Paulo.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *