Arquidiocese de Manaus

Candidatos ao diaconato permanente recebem o Ministério do Acolitato na Igreja da Matriz

Após cinco anos de estudo e formação, um grupo de 11 candidatos ao Diaconato Permanente recebeu na noite do dia 26 de dezembro, o Ministério do Acolitato, que é a segunda etapa rumo ao diaconato, sendo a primeira o Ministério do Leitorato que eles receberam individualmente no período de junho a setembro deste ano, em suas respectivas paróquias e áreas missionárias. Agora, os onze receberam este segundo ministério juntos, em uma bela celebração realizada na Catedral Metropolitana de Manaus, presidida pelo Administrador Apostólico da Arquidiocese de Manaus, Dom Sergio Castriani, concelebrada pelo pároco Pe. Hudson Ribeiro e demais padres convidados que fizeram parte do processo formativo dos candidatos.

A celebração contou com a presença de familiares e amigos dos futuros diáconos e também de vários diáconos que vieram prestigiar esse momento tão importante na caminhada de seus irmãos.

Estes candidatos são membros ativos na igreja, seja em algum movimento ou pastoral, alguns são Ministros da Eucaristia e/ou Palavra, Coordenadores de Comunidade; Catequistas etc… muitos deles serão os primeiros diáconos da sua comunidade, paróquia ou área missionária e com isso vem o sentimento de responsabilidade ainda maior junto ao povo de Deus. O fato da celebração ter sido presidida por Dom Sergio, que desde o início esteve acompanhando esse grupo de candidatos, deu uma importância maior à solenidade, além de deixar o momento muito mais emocionante. “Foi uma celebração que marcou mais uma etapa de nossa preparação diaconal. A simplicidade de Dom Sergio com os padres e diáconos presentes, deram a inspiração para o serviço”, comentou Carson Farmela Duarte, candidato a diácono da Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe.

Homilia de Dom Sergio

Dom Sergio, em sua homilia proclamada pelo diácono Francisco Pontes (Chiquinho), comentou a respeito do santo do dia, Santo Estevão, quem era e a sua importância dentro da igreja católica. E finalizou dizendo algumas palavras a respeito do grupo de 11 leitores que estavam dando mais um passo rumo ao diaconato permanente.

“Tudo começa com a palavra pois eles foram instituídos leitores e agora serão acólitos, serão colocados no serviço do altar e servir o altar não é servir ao padre, servir o altar é servir a Cristo. Um bom acólito conhece os ritos, sabe manusear o missal, tem postura durante as celebrações, é pontual e tem espírito de equipe e também podem levar a comunhão aos doentes […]  Receber este Ministério no dia de Santo Estevão é colocar vossa caminhada rumo ao diaconato sob a proteção de um grande santo, o primeiro mártir a dar a vida pelo Evangelho. Santo Estevão é um exemplo para todos nós, mas em especial para os diáconos e candidatos ao diaconato. Era um homem de perdão e de boa reputação e que vivia segundo o espírito deixando-se moldar pela Palavra”, disse Dom Sergio.

Testemunho de alguns candidatos

“É com grande satisfação e felicidade que recebo este Ministério, algo muito nobre que agradecemos a Deus por todas as bênçãos que Deus tem dado a todo ao nosso grupo de candidatos que hoje damos mais um passo na nossa caminhada rumo ao diaconato permanente, para que possamos servir de maneira adequada e digna o Altar de Nosso Senhor Jesus Cristo”, disse André Rocha, candidato à diácono da Paróquia Cristo Rei.

“Foi mais um sonho realizado e um dos momentos mais importantes da minha vida, ver o nosso trabalho concretizado junto a nossa comunidade, nossa família, nossos amigos. Cada passo dado nos dar a certeza que fizemos a escolha correta e para mim, o diaconato permanente foi uma das melhores coisas que me aconteceu na minha vida, parabéns para todos nós”, comentou Luiz Alberto, candidato da Área Missionária São Paulo Apóstolo.

“Hoje demos mais um passo rumo ao nosso diaconato permanente, estou muito feliz e grato por hoje receber este Ministério e agradeço ao padre João Poli, que foi pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças, no Bairro Colônia Antônio Aleixo, que me deu todo o apoio em meus estudos, assim como o pároco atual, Pe. Gabriel Gaston. Depois de 70 anos de existência, serei o primeiro diácono do Bairro Colônia Antônio Aleixo”, disse Valtemir Ribeiro.

Diácono Permanente e Diácono Transitório

Existem dois tipos de diáconos, o transitório e o permanente. O diácono transitório são aqueles homens que estão se preparando para o sacerdócio e em um determinado tempo próximo a sua ordenação, cerca de 6 meses há 2 anos dependendo da congregação recebem o ministério do leitorado, onde podem proclamar a palavra de Deus e realizar o culto da Palavra, a Santa Missa só poderá ser realizada após a sua ordenação como presbítero.

O diácono permanente são homens leigos, casados, com família constituída e com caminhada na igreja. Para estes a função de diácono é permanente, após a ordenação diaconal se tornam clérigos, onde realizam o culto da palavra e participam ativamente da vida em comunidade.

“O acólito é instituído para o serviço do altar e para auxiliar o sacerdote ou diácono, ou seja, compete a ele preparar o altar e os vasos sagrados e, se necessário, distribuir aos fiéis a eucaristia da qual é Ministro Extraordinário”, explicou André Rocha, candidato ao diaconato que também é professor de cristologia, teologia dogmática e história da igreja na Escola da Fé.

Fotos colaboração: Ana Paula Gióia da Ascom e Arquivo dos Candidatos ao Diaconato Permanente

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *