Arquidiocese de Manaus

Refugiadas e migrantes venezuelanas podem acessar rede de serviços de proteção para violência contra a mulher

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, o Instituto Mana e Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania apresentaram a promotores comunitários venezuelanos e de outras nacionalidades, o sistema local de assistência e combate à violência de gênero, disponível de forma gratuita na cidade.

A inciativa ocorreu por conta da Campanha “16 Dias de Ativismo Contra a Violência de Gênero”, realizada pela ONU com o objetivo de alertar as consequências trazidas pela violência sexual, como destaca a Coordenadora do Projeto Resposta à Emergência-atendimento dos solicitantes de refúgio e refugiados venezuelanos em Manaus, Janaína Paiva.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados e outras agências se mobilizam entre os dias 25 e 10 de dezembro todos os anos para firmar o compromisso de conscientização a essas pessoas.

Ouça a matéria na íntegra:

 

Rádio Rio Mar – Rafaella Moura 

 



Por: Rafaella Moura



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *