Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Paróquia de Santa Luzia da Matinha encerra os festejos da padroeira com procissão e missa campal

A Paróquia de Santa Luzia, localizada no bairro Presidente Vargas (Matinha), finalizou na noite desta sexta-feira (13/12), os festejos da padroeira com procissão e missa campal presidida pelo Arcebispo Emérito e Administrador Apostólico, Dom Sergio Castriani, concelebrada pelo Administrador Paroquial, Pe. Wilson Ribeiro e Pe. Acácio Rocha, Reitor do Seminário em Itacoatiara. Esse ano, os festejos tiveram como tema “Santa Luzia, uma devoção que Ilumina a Igreja na Amazônia” e começaram com o novenário iniciado no ultimo dia 4, tendo ainda na programação a carreata e alvorada no dia 12 e o arraial com super bingo nos dias 13, 14 e 15.

“O tema desse ano deu enfoque a essa preocupação da Igreja na Amazônia, para o zelo e os cuidados como muito bem trabalhou o Sínodo para a Amazônia realizado no mês de outubro em Roma. Considerando o nome da santa que significa ‘luz’, ‘iluminada’ e isso é a devoção de uma jovem que viveu longe de nós, numa cultura e num tempo diferente do nosso, mas que é tão presente em nosso meio, conhecida em todas as partes do Brasil e do mundo e aqui, Santa Luzia é uma inspiração para seguir Jesus e que age como uma luz que fortalece o nosso amor para a Igreja presente na Amazônia conforme nos lembra o Papa Francisco”, explicou Pe. Wilson.

O evento contou com a participação de milhares de fiéis e devotos da santa conhecida como “protetora dos olhos” que, durante todo o dia, lotaram a igreja fazendo suas preces, pedidos e agradecimentos e prestando suas homenagens à santa, seja nas missas (7h, 10h e 12h) ou na adoração das 15h. Após esse momento, os devotos começaram a se concentrar em frente à igreja onde, por volta das 17h, deu-se início à procissão percorrendo as principais ruas do bairro e, por onde passava, a multidão ia atraindo mais e mais devotos vindos dos quatro cantos da cidade que se juntavam aos romeiros e seguiam juntos em procissão.

Durante a caminhada, eram visíveis a devoção e o carinho que os moradores têm por Santa Luzia, muitos enfeitaram os muros e janelas das casas com balões e fitas nas cores vermelha e verde, com quadros e imagens da santa. Quando o andor passava, era impossível segurar a emoção, tanto dos moradores quanto dos romeiros que não cansavam de agradecer. “É a primeira vez que venho participar dos festejos de Santa Luzia, vim aqui agradecer muitas bênçãos que obtive na minha família e na cura de um câncer. Me emocionei com a devoção do povo e eu sou a prova viva que a fé cura, pois eu passei por um tratamento e hoje estou curada”, disse Elane Melo, vinda de Boca do Acre.

A missa campal começou logo após o fim da procissão, com os fiéis aos poucos chegando e tomando seus lugares que, em pouco tempo, lotou a pracinha em frente da igreja. De acordo com o pároco, a avalição geral foi muito positiva graças à presença de todos os participantes. “Estou no meu sexto mês a frente da paróquia e a festa da padroeira é o momento forte dentro da comunidade, agradeço a todos que participaram e saliento aqui o importante trabalho dos leigos que buscam a referência do padre e o que ele pode trazer para uma paróquia. Tudo isso é resultado de um trabalho coletivo, que depois nós vamos nos sentar e avaliar no que podemos melhorar para os próximos anos”, disse Pe. Wilson.

Mais sobre Santa Luzia

Mesmo diante de tanta tortura (teve os olhos arrancados) e sofrimento que passou em nome da fé, nunca perdeu a confiança em Deus. O seu nome vem do latim e significa luz, morreu no ano de 304, mas até hoje é uma das santas mais conhecidas e com devotos no mundo inteiro.

Em Manaus, existem várias comunidades e duas paróquias dedicadas à santa, a outra fica no bairro de Santa Luzia, onde também foi realizada uma bela festa transmitida ao vivo pela Rádio Rio Mar 103,5MHz que finalizou com a procissão reunindo milhares de devotos e a celebração presidida pelo Pe. Charles Cunha

Fotos colaboração: Rarimar Portela e Lúcia Matos



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *