Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Missa de ação de graças celebra os 41 anos de ordenação presbiteral de Dom Sergio na AMSH

Na noite desta segunda-feira (9/12), foi realizado a Santa Missa de Ação de Graças pelos 41 anos de Ordenação Presbiteral de Dom Sergio Castriani, Arcebispo Emérito e Administrador Apostólico da Arquidiocese de Manaus. A celebração teve início às 19h30 na Comunidade Sagrado Coração de Jesus, pertencente à Área Missionária Santa Helena (AMSH), Setor Pe. Ruggero Ruvoletto – Região Episcopal N. Sra. Aparecida, sendo concelebrada pelo pároco Pe. Humberto Vasconcelos e demais presbíteros convidados. Na ocasião, Dom Sergio também fez a benção da Capela do Santíssimo e, após a celebração, foi realizado um jantar de confraternização no Seminário Propedêutico Luiz Gonzaga Sousa, com direito a bolo e parabéns ao homenageado.

A igreja da Comunidade Sagrado Coração de Jesus, fica localizada à Rua Sérgio Pimentel S/nº – bairro Novo Israel, zona norte da cidade, porém, para uma celebração tão especial, acolheu pessoas dos quatro cantos da cidade, de vários movimentos, grupos, pastorais. Religiosos e leigos se fizeram presentes para festejar os 41 anos de vida sacerdotal de um dos presbíteros mais queridos que a Arquidiocese de Manaus já teve e que para todos é um verdadeiro exemplo de pastor, pai e mestre, que teve sua voz prejudicada pela doença, mas que seus escritos estão cada vez mais vivos, levando seus pensamentos e ensinamentos a todos que quiserem escutar com atenção.

Foi assim que aconteceu durante a celebração, após a proclamação do evangelho realizada pelo diácono Afonso Brito, Pe. Humberto foi o porta voz da homilia de Dom Sergio que exaltou a Palavra de Deus e também fez uma breve retrospectiva da sua história de vida sacerdotal, principalmente do seu trabalho junto os mais humildes e pobres que vem realizado com toda força e dedicação há mais de 40 anos. “Olhando para trás, nesses 41 anos de vida presbiteral missionária, creio poder dizer que muitas vezes fui visitado por Deus com a Sua paz. As experiências que mais me marcaram e foram fundamentais na minha vida de sacerdote, foram as celebrações eucarísticas, como por exemplo celebrar a mesma missa que o Papa Francisco celebra, no meio da mata junto com seringueiros e poder dizer que Jesus estava ali presente e que eles também são povo de Deus na Amazônia e isso me dava um sentimento de pertença”, disse.

Em sua homilia Dom Sergio também lembrou, da sua relação com o clero de Manaus, sobretudo com os padres que foram ordenados por ele e do vínculo que existe. “Aos padres que ordenei aqui em Manaus, gostaria de dizer que rezo por eles de maneira especial, porque temos um vínculo sacramental, mas a todos que foram ordenados presbíteros digo que tudo é eucaristia, as pessoas, as tarefas do dia a dia, o trato com o irmão difícil, as alegrias do ministério, as dores e as decepções da vida, são todas realidades assumidas no pão oferecido e aceito por Deus que são transformados em alimentos da alma para que tenhamos vida eterna”, comentou.

Sem dúvida um momento de muita emoção que deixou todos comovidos por suas palavras, até o próprio pároco. “Foi uma bela reflexão de Dom Sergio, onde ele falou um pouco da Palavra de Deus e narrou um pouco da sua história vocacional, junto com os ribeirinhos, povos indígenas, seringueiros e etc.. são histórias que com certeza marcaram a vida de Dom Sergio e que vão marcar a nossa também. Particularmente eu fiquei muito emocionado na hora que eu li a respeito do carinho e forma de lidar com seus presbíteros. Acredito que tudo isso nessa celebração foi o Agir de Deus, tenho certeza que foi tão importante para ele, quanto para todos nós”, comentou Pe. Humberto.

Outro momento de muita importância foi a benção da capela realizada por Dom Sergio. “Para nós foi uma benção, essa Capela do Santíssimo é um resultado de um trabalho de oito meses, com basicamente 90% de doação, seja de mão de obra com voluntários ou com doações dos materiais, realização de eventos e ajuda dos nossos dizimistas. Essa celebração foi linda, estamos muito felizes e, a presença de Dom Sérgio em um dia tão especial só abrilhantou ainda mais. Desejo que o Sagrado Coração de Jesus lhe guarde de todo mal e lhe restaure a sua saúde”, disse Francisca Borga, uma das coordenadoras da comunidade.

Confraternização no Seminário

Após o fim da celebração, formou-se a tradicional fila para abraçar e fazer fotos com o Arcebispo que fez o possível para dar atenção a todos. Depois desse momento, as homenagens continuaram no Seminário Propedêutico Arquidiocesano Pe. Luiz Gonzaga Sousa. Lá foi realizado um jantar em homenagem à Dom Sergio com direito a bolo de parabéns e muita descontração com a participação de religiosos, leigos e agentes da pastoral e coordenação da AMSH, o clima era de total descontração e a alegria estava estampada no rosto de Dom Sergio durante todo momento que recebia o carinho e a atenção de todos os presentes.

Entre os presbíteros responsáveis pelo Seminário, localizado à Rua Natal nº 1, bairro Novo Israel, estavam o Pe. Humberto Vasconcelos, Coordenador da Vida Comunitária e Pe. Eduardo dos Santos, Supervisor Geral. De acordo com Pe. Humberto, na ocasião, também estava sendo celebrado o encerramento das atividades formativas dos seminaristas. “Hoje encerram as atividades formativas do Seminário Propedêutico que iniciaram em fevereiro com essa turma que agora estão saindo e, ano que vem, já retornam diretamente para o Seminário São José para dar sequência aos seus estudos. No próximo ano estaremos acolhendo cerca de 11 novos seminaristas”, disse Pe. Humberto.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *