Arquidiocese de Manaus

Área Missionária Santa Helena celebra o envio e reenvio de Ministros da Palavra e da Eucaristia

A Área Missionário Santa Helena (AMSH), Região Episcopal N. Sra. Aparecida – Setor Pe. Ruggero Ruvoletto, celebrou na noite desta terça-feira (10/12) o envio e reenvio de 80 Ministros da Palavra e da Sagrada Comunhão Eucarística. A celebração teve início às 19h30 na igreja da Comunidade Nossa Senhora do Rosário, situada à Av. Sete de Setembro s/nº, bairro Terra Nova, sendo presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, Dom José Albuquerque, concelebrada pelo pároco Pe. Humberto Vasconcelos, auxiliados pelo diácono Afonso Brito.

Em sua homilia, Dom José falou sobre a preparação para o advento, não só na igreja, mas também com a família e com as pessoas que precisam, pois o natal é o momento de louvar a Deus pelo presente que Ele nos deu, o seu próprio filho. “Natal não é apenas o tempo de fazer festa e enfeitar a casa, o tempo do advento é o tempo de se reconciliar, perdoar e não guardar mágoa ou rancor. É tempo de virar a página e seguir em frente e fazer as pazes e compreender de fato que Deus é nosso pai e que Ele ama a todos que são chamados a ser herdeiros do reino”, disse Dom José.

Com relação aos ministros, o bispo auxiliar deixou uma mensagem clara. “Temos que saber que a Palavra de Deus é a mensagem principal, nós não viemos aqui para dar palestra ou dizer o que eu acho, quem é ministro tem que saber cuidar da língua. Por isso que ser ministro é uma tarefa de muita responsabilidade e temos que saber escutar as críticas da comunidade e procurar ajuda, pois alguns textos são um pouco mais difíceis e precisamos estar preparados, pois o que mais as pessoas querem ouvir é uma palavra que possa lhe conduzir durante a semana. Isso é a ação do Espírito Santo e é se unir em oração com a comunidade”, explicou Dom José.

“Estamos muito felizes com o envio destes 80 Ministros e Ministras, entre eles Ministros extraordinários da Palavra e da Sagrada Comunhão que renovaram e outros que receberam pela primeira vez essa função. Isso é essencial para a missão em nossa AMSH, pois tínhamos comunidades que não tinha nenhum ministro, mas agora todas têm, graças a bondade do Senhor. Antes tínhamos cerca de 28 Ministros, agora passamos a ter 80, isso é importante pois é resultado de um belo trabalho que todos abraçaram”, comentou Pe. Humberto.

Fotos: Pascom AMSH

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *