Arquidiocese de Manaus

Cáritas realiza a 9º edição da Feira de Economia Solidária e Agricultura Familiar na Praça de Matriz

Nos dias 6, 7 e 8 de dezembro, acontecerá na Praça da Matriz a 9ª edição da Feira de Economia Solidária e Agricultura familiar, promovida pela Cáritas Arquidiocesana de Manaus com o tema Maria, Mãe da Amazônia e Mãe dos Povos da Floresta. A feira tem como objetivo dar visibilidade aos grupos de empreendimentos solidários e da agricultura familiar, apoiados pelas Cáritas e seus parceiros e conta com a participação de grupos vindos do estado de Roraima e Pará e de vários municípios do Amazonas, que trabalham a Economia Popular Solidária.

Nesta 9ª edição, ao todo são 46 stands com artesanatos, confecções, comidas típicas, remédios naturais, produtos da agricultura familiar, bazar, entre outros disponíveis para a população visitar e conhecer os produtos da agricultura familiar, partilhando seus saberes e, sobretudo, construindo uma nova forma de pensar a economia, baseada nos princípios da solidariedade, buscando assim, a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. E, para abrilhantar o evento, durante os três dias haverá shows musicais com artistas da região e muita diversão pra toda família.

Com toda esse estrutura armada e organizada bem no meio do centro de Manaus, não demorou muito para chamar a atenção dos turistas, visitantes e transeuntes que por ali passavam. “Quem vende comida, vende bastante, mas todas as barracas estão conseguindo vender seus produtos e é bonito a gente ver os empreendedores de Manaus e do interior vendendo seus produtos, mas a ideia não é apenas vender, mas tirar as pessoas de situações de desestabilidade por meio do trabalho coletivo onde o lucro é repartido”, disse Pe. Alcimar Araújo, vice-presidente da Cáritas Manaus.

De acordo Idete Saterê, agente Cáritas na linha de ação de EPS (Economia Popular Solidária), no meio das 46 barracas será possível encontrar diversos trabalhos provenientes do interior e do estado vizinho de Roraima. “Novo Airão, Itacoatiara, Anori, Tefé, Parintins, Manacapuru, Fonte Boa e Roraima também trouxeram seus produtos como o sabão ecológico, vassouras pets, remédios naturais, e muitos outros produtos que foram retirados da natureza para não degradar. É uma troca de experiência e um intercâmbio de produtos produzidos pelos grupos de Manaus e do interior que faz o diferencial dessa feira”, comentou Idete.

Participando pela primeira vez

Todo ano, em meio aos veteranos, sempre há aqueles que compareceram pela primeira vez, como no caso de Dan Cunha, do Ramal do Brasileirinho, que trouxe plantas ornamentais, medicinais e frutíferas para expor. “São produtos sem agrotóxicos, cultivados de maneira natural como o Aranto, Maruparí, Condessa que são plantas que servem para combater infecção, inflamação, fortalecer o sistema imunológico entre outros. Trouxemos também o jerimum e o adobo de terra preta. Os produtos estão tendo uma boa saída e alguns eu só tenho a amostra, mas amanha o estoque dos outros estará renovado”, disse o empreendedor.

 

Informações:

(92) 99458-5753 – Pe. Alcimar Araújo

(92) 99352-5594 – Diáconos Afonso Brito



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *