Arquidiocese de Manaus

Inauguração de nova sede da Defensoria Pública do Amazonas conta com bênção do arcebispo de Manaus

Instalada na Avenida André Araújo, bairro Aleixo, zona Centro-Sul de Manaus, a nova sede da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) foi inaugurada na manhã do dia 1.º de novembro, e contou com a presença e bênção do arcebispo metropolitano de Manaus, Dom Sergio Eduardo Castriani, acompanhado do padre José Alex Bento, capelão do Exército e responsável da Paróquia Nossa Senhora do Sameiro, que presidiu o rito de bênção em nome do arcebispo.

Pe. Alex fez a leitura de um trecho do Evangelho de Matheus (Mt 9, 9-13) para iluminar o momento da bênção. Em seguida proferiu umas palavras aos presentes desejoso de que Jesus abençoe e conduza todos os trabalhos que ali serão realizados em prol do povo mais necessitado que buscarão assistência jurídica integral e gratuita: “Que nossa Senhor Jesus Cristo entre nesta nova sede, neste ambiente de trabalho que está a serviço da vida, da esperança e da cidadania, a serviço do Reino de Deus.  Da mesma forma que Jesus transformou a vida de Matheus, que Ele transforme a vida de todos que integram este ambiente e que repouse sobre todos nós a Sua bênção e a Sua misericórdia”.

O prédio leva o nome do defensor público Afonso Lins, em homenagem ao defensor público, já falecido, que ocupou por duas vezes o cargo de defensor público geral do Estado. Está situado em um ponto de fácil acesso por onde passam 20 linhas de ônibus, o local concentrará a sede administrativa e unidades de atendimento, para acompanhar o crescimento acelerado de demandas com uma moderna e ampla estrutura.

Em seu discurso, o defensor geral do Amazonas, Dr. Rafael Barbosa, destacou a missão da Defensoria de servir ao povo e o momento simbólico para a instituição. “Quero agradecer a todos os servidores que trabalharam com empenho para que este prédio fosse inaugurado hoje. Esse prédio é para o povo do Amazonas”, afirmou Rafael Barbosa.

A cerimônia de inauguração contou com a presença do vice-governador do Estado e defensor público, Carlos Almeida Filho, de autoridades dos três poderes e do ex-governador Amazonino Mendes, que assinou o ato de criação da Defensoria Pública do Amazonas, em 30 de março de 1990. Também esteve presente a secretária de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), defensora pública Caroline Braz, o representante do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), o desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa e sua esposa, a subprocuradora geral do Município, Maria de Lourdes Lôbo da Costa, que foi defensora geral e esteve no evento representando o prefeito de Manaus, Arthur Neto.

Com uma área interna de 11.744,87 metros quadrados, a nova sede da DPE-AM tem acessibilidade para pessoas com deficiência (PcD) e idosos e centraliza serviços da Defensoria, com melhor qualidade do atendimento. O edifício abrigará a sede administrativa e as unidades descentralizadas situadas nos Pronto Atendimento ao Cidadão (PACs) Alvorada e Compensa, o Núcleo Forense Cível, o Núcleo da Casa da Cidadania e o Núcleo da Rua 24 de Maio (atendimento inicial de Família).

A localização do edifício, bem próximo ao Fórum Henoch Reis e ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), também vai proporcionar economia de tempo e combustível e reduzirá custos com deslocamentos de veículos e papel.

Com informações da assessoria de comunicação do DPE-AM



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *