Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Dom Sergio Castriani é homenageado com a medalha Ruy Araújo na Assembleia Legislativa do Amazonas

Na manhã do dia 1 de outubro, o arcebispo metropolitano de Manaus, Dom Sergio Eduardo Castriani, foi homenageado com a medalha Ruy Araújo, em sessão especial realizada no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na pessoa da deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB), juntamente com o presidente da mesa diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, o Deputado Josué Neto (PSD).

O deputado Josué Neto, em sua breve fala, afirmou que foi uma grande emoção conceder essa outorga, a medalha mais importante que a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas pode dar ao líder da igreja católica, Dom Sergio, que é uma pessoa que representa a esperança para as pessoas, em especial às que mais necessitam.

A Deputada Therezinha Ruiz, emocionada, proferiu palavras em agradecimento pela doação e dedicação de Dom Sergio na condução do povo que Deus confiou aos seus cuidados. “Nós estamos homenageando um homem que é de São Paulo, mas já é um cidadão amazonense, recebendo essa comenda pela Assembleia Legislativa em 2015. Ele abraçou com o coração cheio de esperança a responsabilidade de gerenciar uma complexa estrutura que integra centenas de igrejas e, antes disso, passou por muitas cidades do nosso interior. Em agosto deste ano, Dom Sergio completou 21 anos de ordenação episcopal, conduzindo as igrejas de Tefé e de Manaus. Ele recebeu esta medalha, uma das maiores comendas que a Assembleia entrega e a gente tem o prazer em dizer que o senhor sempre estará em nosso coração, em nossas orações, e em nosso sentimento de que foi um grande pastor para toda a nossa comunidade e para todos os amazonenses que hoje reconhecem o trabalho de Dom Sergio Castriani”, afirmou a Deputada.

Em seu discurso, lido pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus, Dom Tadeu Canavarros, Dom Sergio agradeceu pela homenagem e também recordou experiências vividas a partir do seu sim missionário na Amazônia e os desafios em estar à frente da Arquidiocese.

“Quando eu me tornei bispo, o que mais foi difícil  foi tornar-me uma pessoa que não se pertence mais e aquilo que realizamos é partilhado por todos. No momento em que aceitei ser bispo no Amazonas, a minha vida tomou um rumo que me levou a contemplar as maravilhas de Deus na natureza e na história. Viver na Amazônia foi um privilégio… Gosto de viver aqui  e não pretendo ir embora. É mais do que justo que eu me interesse por tudo o que passa o nosso povo.  Me faz mal visitar casas nas periferias que são verdadeiros pardieiros. As ocupações são o contrário de tudo o que sonho para as pessoas que vêm para a cidade. Dói na alma ver o povo refém de bandidos que tiram o pouco do dinheiro que têm em troca de proteção. Tento dar atenção a esses  grupos, mas não é fácil. Acredito num Amazonas mais justos e mais fraterno. Temos lideranças comprometidas com o desenvolvimento sustentável. Temos gente amiga que tem sensibilidade. Somos um povo religiosos. Apesar da minha condição de saúde, quero me comprometer a fazer aquilo que me é possível para que possamos nos orgulhar do nosso Estado. Quando eu não puder mais participar da vida pública, me restará a oração que completa a nossa vida. Que Deus abençoe a todos!”, declarou Dom Sergio.

Das autoridades que compuseram a mesa, citamos:
– Dr. Edmilson da Costa Barreiro Júnior – representante da Procuradoria da República do Amazonas
– Socorro Guedes – Desembargadora de Justiça do Estado do Amazonas
– Tiago Nobre Rosas – Defensor público, representante da Defensoria Pública Geral do Estado do Amazonas
– Antônio Nelson de Oliveira Júnior – Secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), representando o Prefeito de Manaus
– Vereador Elias Emanuel – representante da Câmara Municipal de Manaus
– Coronel César Gomes – Representando o Comando Geral da Polícia Militar do Estado
– Major Felipe de Figueiredo Marques – Representando o brigadeiro do ar Maurício Sampaio
– Maurino de Azevedo, Vice-Presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA)

 



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *