Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Arquidiocese celebra missa de envio dos padres sinodais, peritos e convidados para o Sínodo para a Amazônia

Às 18h da noite desta quinta-feira (26/9), foi realizada na Catedral Metropolitana de Manaus, a Missa de Envio dos Padres Sinodais, Peritos e Convidados para o Sínodo da Amazônia, a ser realizado de 6 a 27 de outubro, em Roma. A celebração foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, concelebrada pelos bispos auxiliares Dom José Albuquerque e Dom Tadeu Canavarros, contando com a presença de vários outros presbíteros e também com as demais expressões, grupos, movimentos e pastorais que vieram prestigiar esse momento tão importante para nossos missionários que, tem como um dos objetivos, levar os clamores dos povos amazônicos junto ao Papa Francisco.

“A Amazônia nas próximas semanas estará nos noticiários do mundo todo.  E vocês caros padres sinodais, auditores e auditoras, peritos e peregrinos estarão vivendo em primeira pessoa este acontecimento único na vida da Igreja.  Porque o Sínodo tem sua dinâmica, sua metodologia que leva em conta o número de participantes, os textos que devem ser aprovados, mas de fato e o Espírito Santo que conduz uma assembleia especial como esta. A Igreja estará reunida ao redor de Pedro, que garante a autenticidade do evento”, disse Dom Sergio em um trecho da sua homilia lida pelo leigo Juan Gabriel. O Arcebispo ficará em Manaus, pois em virtude de sua saúde debilitada, não poderá viajar, mas enquanto isso continuará exercendo suas atividades pastorais e rezando e intercedendo daqui pelos missionários que estarão em Roma.

Entre os que foram enviados estão: os bispos, Dom José Albuquerque e Dom Tadeu Canavarros; os padres: Zenildo Lima, Amarildo Luciano, Celestino Ceretta e Justino Rezende;  os diáconos: Francisco Andrade e Francisco Pontes; as Irmãs: Rose Bertoldo e Gérvis Monteiro; a leiga indígena Marcivânia Rodrigues, entre outros. Há também aqueles que irão viajar para Roma, mas desempenharão outras funções dentro do evento, como no caso da Ir. Fátima Barbosa, que faz parte da equipe intinerante. “Não sou sinodal, mas vou atuar na Tenda da Casa Comum que vai ficar numa igreja próximo do Vaticano e também vamos ter um momento para estarmos juntos com o Papa Francisco. Vamos num grupo de 25 pessoas composto por lideranças religiosas da REPAM e indígenas da Amazônia Legal.

Já a Irmã Rose, é sinodal e vai atuar como auditora exercendo um papel importante junto aos padres e bispos. “É uma alegria muito grande ser convocada pelo Papa Francisco para contribuir e participar como auditora, é uma grande responsabilidade e vou com o coração muito aberto. Esse é o primeiro sínodo que as mulheres vão participar e, como auditora, vou poder contribuir com uma fala de quatro minutos e poder entregar para a equipe de síntese (no caso os peritos), a proposta que estaremos levando, de modo especial defendendo as vozes das mulheres que são vítimas de tantas violências, principalmente da exploração sexual e do tráfico de pessoas”, disse irmã Rose.

Palavras do Arcebispo

“A Igreja toda estará representada pelos participantes. E como os auditores e peritos têm voz e são ouvidos de fato na sala sinodal da participação do Povo de Deus. Não preciso dizer que nós nos sentimos em comunhão com vocês. Estar em comunhão é mais que sentir-se representado, é de uma maneira misteriosa estar junto com vocês. Por isso nos despedimos hoje na Eucaristia. Quando estiverem na Basílica de São Pedro lembrem-se que nós estamos juntos. Quando se encontrarem com o Papa não se esqueça de falar do Povo simples das nossas comunidades, que nunca estarão num Sínodo, mas que são os protagonistas da evangelização nestas paragens. Levem com vocês a experiência das nossas comunidades ribeirinhas, das comunidades da periferia, dos bairros novos, dos condomínios. Levem a voz dos indígenas, sobretudo dos urbanos. Lembrem-se dos pobres e excluídos”, concluiu Dom Sergio em sua benção realizada por meio da sua homilia.

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *