Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Pastoral do dízimo realiza encontrão reunindo cerca de 1500 participantes

O Centro de Convenções do Studio 5, recebeu no dia 22 de setembro, cerca de 1500 agentes da Pastoral do Dízimo que se reuniram durante toda a manhã para um encontro de formação com o Pe. Leudo Santos, assessor eclesiástico desta pastoral que, na ocasião estava lançando seu livro intitulado “Comunicar para evangelizar”, de onde tirou alguns trechos usados na formação com o objetivo de motivar, animar e orientar os agentes. O evento finalizou com a santa missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani que, ao final da celebração foi homenageado com uma bela canção e com uma placa de agradecimento da Pastoral do Dízimo por todo acompanhamento e apoio dado à pastoral.

O evento custou R$ 20,00 e já dava direito ao livro do Pe. Leudo que possuí 56 páginas, dividido em cinco capítulos trabalhando a parte espiritual, catequese, motivações, família, juventude e muito mais. “O livro Comunicar para Evangelizar, veio como proposta de fazer com que, todas as pastorais não somente a do dízimo, possam entender que a nossa pastoral também está envolvida em transmitir a comunicação dentro do âmbito da acolhida, da evangelização, da aproximação com as pessoas que estão não só dentro da igreja, porque precisamos trabalhar muito o relacionamento, a proximidade, a comunicação por meio da parte espiritual, sendo uma igreja em saída como nos pede o Papa Francisco”, explicou Pe. Leudo.

De acordo com Celi Macedo, coordenadora arquidiocesana da pastoral do dízimo, 12 dos 13 setores da Arquidiocese estiveram presente no encontrão que teve como objetivo motivar, animar e dar formação a todos os agentes. “Nós sempre falamos que a pastoral, é uma pastoral no dízimo e sentimos muito essa necessidade de evangelizar para comunicar dentro e fora da nossa pastoral, pois nós temos que sempre saber como chegar tanto no dizimista como no agente e para gente esse encontro com a participação e lançamento do livro do Pe. Leudo, vai ser uma ferramenta a mais de evangelização pois o livro vai chegar até lugares onde nós ainda não fomos”, comentou Celi.

Após a palestra do padre Leudo, que teve uma pequena participação de Pe. Charles Cunha, aconteceu um breve intervalo e no retorno teve inicio a celebração. Logo após o momento de comunhão, Celi fez uma leitura de agradecimento e, em seguida teve a apresentação do Coral Tottus Tuus do Santuário de N. Sra. de Fátima e o Coral Mãe da Misericórdia, da Paróquia Mãe da Misericórdia na Compensa que cantaram para Dom Sergio enquanto algumas fotos iam passando no telão, padre Leudo Santos também foi homenageado com outra canção cantada pelo coral presente.

Palavras do Arcebispo

“O dinheiro deve ser usado como algo que não nos pertence. A fantasia humana criou o dinheiro para facilitar a troca dos bens quando um tinha necessidade de algo que para outro estava sobrando. Uma invenção tão útil que parece ser algo natural, ganhando vida própria. Mas ser dizimista é reconhecer que o dinheiro é que nos serve e não nós a ele. Serve para criar fraternidade entre nós. Serve para assumirmos as nossas responsabilidades como membros da igreja. Serve para dar graças a Deus pelos bens recebidos sem nenhum mérito da minha parte. Serve para evangelizar”, disse Dom Sergio em um trecho da sua homilia proclamada pelo seminarista Tiago Frazão.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *