Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Região Episcopal N. Sra. dos Navegantes realiza encontrão reunindo 600 Ministros

A Região Episcopal Nossa Senhora dos Navegantes, composta pelos setores Dom Luiz Soares; Maria Mãe da Igreja, São José Leste, Rio Solimões e Santa Rita de Cássia, realizou na manhã de 21 de setembro (sábado), um encontro que reuniu no auditório do Colégio Dom Bosco – Centro, aproximadamente 600 ministros da Sagrada Comunhão e da Palavra, com o objetivo de trocar experiências, receber formação e acertar os detalhes do próximo encontro, agendado para o ano que vem no Setor Rio Solimões, que abrange os municípios de Manaquiri, Careiro Castanho e Careiro da Várzea. O evento finalizou com a celebração presidida por Dom Tadeu Canavarros, bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus e referencial da Região.

O encontro teve por tema “Chamaste-me Senhor, para a sinodalidade em vista da missão”, começou às 7h30 com o café da manhã seguido da acolhida e momento de animação com música e apresentação de cada setor presente. Após a entrada da imagem de N. Sra. dos Navegantes, aconteceu o Ofício Divino das Comunidades e foi apresentado um vídeo, sobre a missão dos Ministros da Região Episcopal. Pe, Danival Lopes, pároco da Área Missionária Menino Jesus e paróquia N. Sra. do Carmo, veio na sequência para dar formação aos ministros, com a palestra A Palavra e a Eucaristia, alimentos para a sinodalidade, onde abordou o verdadeiro papel de uma ministro, ressaltando que a principal função de cada um é apenas de servir ao próximo, muito mais do que ser servido ou de querer aparecer.

No retorno do intervalo todos foram recebidos com muita animação, música e sorteio de brindes enquanto a equipe de organização ia preparando o ambiente para a Santa Missa. Em sua homilia, Dom Tadeu falou um pouco a respeito do encontro com os bispos do Regional Norte 1 (AMM/RR), realizado entre os dias 16 e 19 de setembro, que serviu como um evento preparatório para o Sínodo para a Amazônia. “Três palavras marcaram amplamente essa preparação para o Sínodo: diálogo, profecia e presença, palavras que também nos ajudam a seguir em nosso projeto missionário do outro lado do rio, pois é preciso entender qual é a essência da ação missionária da igreja, porque antes de tudo o missionário precisa ser uma pessoa de convicções profundas, pois é daí que surge a mística e a espiritualidade cristã, que alimenta nossa fé para testemunhar aquilo que acreditamos e que isso nos fortaleça mesmo diante dos desafios a serem superados e obstáculos que vamos encontrar como missionários, que envolve a cruz, o conflito e a perseguição”, comentou Dom Tadeu.

Antes de finalizar a celebração, a equipe de coordenação dos ministros da região episcopal, que ficou responsável pelo encontro, subiu ao palco para oficializar o convite para todos participarem do próximo encontro, a ser realizado entre fevereiro ou março de 2020. “Nós ministros iremos fazer essa missão no Setor Rio Solimões, durante a assembleia de dezembro iremos verificar o local que nós vamos, mas a ideia é que cada setor visite um desses municípios que compõe o Setor Rio Solimões e assim fazermos a igreja em saída conforme o Papa Francisco nos pede e esse foi o motivo do encontro de hoje, formação e traçar as metas dos próximos encontros”, explicou Welton Matos, da equipe de coordenação.

Fotos colaboração, José Mota.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *