Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Migração e Políticas Públicas é tema de seminário realizado em Manaus

A Pastoral do Migrante do Regional Norte 1 da da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizou de 30 de agosto a 1 de setembro, no Centro de Treinamento Maromba, o Seminário Migração e Políticas Públicas, com o tema “Acolher, Proteger, Promover, Integrar e Celebrar. A luta é todo dia!”. Estiveram no evento representantes das dioceses e prelazias do Regional Norte 1 e Dom Mário Antônio, bispo da Diocese de Roraima e segundo vice-presidente da CNBB; e Dom Edson Damian, bispo de São Gabriel da Cachoeira e presidente do Regional Norte 1.
 
Na oportunidade, houve a apresentação sobre o contexto da migração dentro dos estados de Amazonas e Roraima; discussão sobre a necessidade de políticas públicas migratórias; reflexão a mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado 2019 que será celebrado no dia 29 de setembro de 2019 – “Não se trata apenas de migrantes”, onde propõe uma globalização da solidariedade e da acolhida daqueles que necessitam sair de sua cidade, seu país em busca de sobrevivência; mapeamento da realidade migratória em cada diocese e prelazia dentro do Regional Norte 1; e propostas para caminhos que ajudem a fortalecer o Serviço Pastoral do Migrante em âmbito regional, a partir do que propõe a Encíclica Laudato Si, no que consiste em valorizar e proteger a vida.

A partir da Mensagem que o Papa Francisco escreveu para o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado 2019, que será celebrado no dia 29 de setembro de 2019, Dom Mário Antônio, bispo da Diocese de Roraima e segundo vice-presidente da CNBB, fez uma importante reflexão sobre a nossa atitude diante do irmão migrante. “Não se trata apenas de migrantes, trata-se também de nossos medos, da nossa humanidade, do sentimento de compaixão, de colocar os últimos em primeiro lugar, colocar-se no nível do outro, como Jesus fez. Ele se colocou junto deles, na mesma condição que eles, a serviço deles. Não se trata apenas de migrantes, trata-se de uma pessoa toda, na sua integralidade. Diante do cerne da missão de todo cristão que é procurar que todos recebam o dom da vida em plenitude” … “A resposta aos desafios colocados pelas migrações estão quatro verbos: acolher, proteger, promover e integrar, e podemos acrescentar também o verbo celebrar”, destacou Dom Mário.

O bispo da Diocese de São Gabriel da Cachoeira e presidente do Regional Norte 1 – Amazonas e Roraima, Dom Edson Damian, em total apoio a essa iniciativa esteve presente no seminário e acredita ser um passo importante para estruturar o trabalho que tem sido tão urgente diante do fluxo migratório ocorrido nos últimos anos. “O nosso Norte 1 está feliz e agradecido pelas pessoas que articularam esse seminário, porque o nosso regional vive um momento dramático com esta migração de milhares de irmãos venezuelanos que em entram por Roraima, chegam à Manaus e vão se espalhando pela nossa região. O clamor, o grito, a dor, a miséria de nossos irmãos abriu o nosso coração e a nossa mente para assumirmos pra valer a Pastoral do Migrante no Regional Norte 1. É uma das causas comuns que assumimos na última assembleia geral. Agradeço de coração a equipe que veio aqui, com pessoas muito preparadas e que nos motivaram profundamente para levar adiante esta pastoral e a mensagem do Papa Francisco não pode ser mais evangélica, mais questionadora e mais motivadora para que todos nós abramos os nossos corações como bons samaritanos para acolher, integrar, promover e amar profundamente os nossos irmãos migrantes que vão chegando por aqui”, afirmou Dom Edson Damian.

Roberto Saraiva, da equipe nacional do Serviço Pastoral do Migrante, esteve em Manaus, neste seminário, para conhecer a realidade local e dar o apoio necessário para a articulação desta pastoral no regional. “A região amazônica é um lugar muito visado pelo mundo inteiro por sua importância e trabalhar esta pastoral é muito importante. Este é o momento ímpar para que se possa discutir a ampliação da Pastoral do Migrante, sempre ligada às realidades locais, com suas dinâmicas diferentes, mas que visam uma ação conjunta com a igreja do Brasil, levando em conta as diversidades, reforçando o que o Papa nos diz: tudo está interligado”, destacou Roberto.

A coordenadora da Pastoral do Migrante na Arquidiocese de Manaus e no Regional Norte 1, Rosana Nascimento, afirma que o objetivo é que, a partir desse seminário, seja possível identificar os serviços existentes em cada diocese e prelazia e dar o apoio para que se estruturem como Pastoral do Migrante e articular as equipes e as ações. “O objetivo é conseguir identificar através das falas deles sobre o que fazem, para a gente fazer esse mapeamento e aí pensar e planejar o que nós da CNBB Regional Norte 1 podemos fazer para articular com as equipes que estão lá nesses locais. Tivemos a presença do Roberto Saraiva, da coordenação nacional, para ver o que temos e a partir do próximo ano a gente consiga incluir essas pequenas ações que acontecem no plano do nosso regional. Também conseguimos captar pessoas da Arquidiocese de Manaus pois temos o desafio de ampliar a Pastoral do Migrante, formando equipes nas paróquias. É uma sementinha que estamos lançando, esperando bons frutos”, afirmou Rosana.



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *