Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Frater Josivan Severino recebe ordenação diaconal pela imposição das mãos de Dom Gutemberg Régis

Com o Lema: servirei ao senhor com alegria (SL 100,2), o Frater Josivan Severino da Silva, recebeu a ordenação diaconal no Santuário Nossa Senhora Aparecida, neste sábado (24/8). A celebração teve início às 18h tendo como bispo ordenante, Dom Gutemberg Freire Régis, bispo emérito da diocese de Coari. Concelebraram o padre José Amarildo Luciano da Silva – vice provincial da vice-província; Pe Agildo Alves de Souza, reitor do santuário; Pe Alfredo, formador do postulantado; Pe Ivair, pároco do São Lázaro; Pe José James, pároco da paróquia Perpétuo Socorro do Educandos; Pe. José de Moura e Miguel Mclntosh vigários do santuário; Pe. Justino, missionário combonianos, além dos diáconos irmãos Marcos e Victor; diácono Paulo Júlio, Cssr. Também os diáconos permanentes: diácono Paulo Sérgio, diácono Roseval Cardoso, diácono Agenor Júnior. 

Sendo uma celebração bem participativa com todo povo de Deus, reunido no santuário. O novo diácono expressou em seu agradecimento muita gratidão a Deus, por ter lhe concedido o dom da vida e por lhe chamar a servir na Igreja. Assim, agradecendo a todo povo que estava presente na celebração que vieram das diversas paróquias, no qual estão sobre o cuidado da congregação do Santíssimo Redentor. Encerrou falando de Nossa Senhora, agradecendo a intercessão. “Tenho a total certeza que se eu cheguei aqui, recebendo o primeiro grau da ordem, foi por total graça e misericórdia do bom Deus e de Maria, para a qual eu olho para sua pessoa e vejo uma profunda entrega de amor humano para Deus criador e misericordioso. Portanto, Maria ao receber o anúncio do anjo Gabriel, saiu apressadamente para ir visitar sua prima Izabel e ali exerceu seu diaconato com total entrega e amor- serviçal”, disse Josivan.

Em seu discurso final, o novo diácono agradeceu a todos os junioristas da congregação, postulantes, religiosos e religiosas e todo povo de Deus que se fez presente e finalizou pedindo para que todos rezassem por ele. “Vejamos povo de Deus, estamos neste Santuário, casa de oração, é uma casa onde realizamos uma experiência única com Deus misericordioso, Maria provou, saboreou o amor divino na sua vida, por isso guardava tudo no seu coração, para entender e viver o projeto de Deus. Contemplamos a pequena imagem de nossa senhora Aparecida que está de mãos postas em gesto de oração.

Assim, sou convidado a exemplo de Nossa Senhora, ter o desejo e a pressa de servir ao povo de Deus. Desta forma, me coloco a disposição de servir com a oração, pois sou filho de um grande homem, santo Afonso Maria de Ligório, e é um para a família redentorista na oração. Também sou consciente que se eu rezo, devo também escutar Deus através do seu povo que clama, por justiça, paz e misericórdia. Neste intuito servirei ao povo de Deus, seja ao serviço litúrgico do altar ou no serviço da caridade. Servirei também pelo ato da pregação da palavra de Deus”, concluiu o frater

Fotos colaboração: Alexandre Ribeiro

Texto colaboração: diácono Josivan Severino


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *