Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Área Missionária Divina Misericórdia e Família de Nazaré celebram o aniversário de ordenação sacerdotal de Pe. Flávio Gomes

Neste domingo (4/8), foi comemorado o Dia do Padre, onde praticamente todas as paróquias e área missionárias da Arquidiocese de Manaus fizeram homenagem ao seu pároco ou administrador paroquial. No caso da Área Missionária Divina Misericórdia (AMDM) e da Área Missionária Família de Nazaré (AMFN), essa homenagem foi em dobro, pois também comemoraram os 18 anos de ordenação sacerdotal de Flávio Gomes, o padre responsável pelas duas áreas citadas, que recebeu as homenagens em dois momentos: pela manhã na AMFN com a missa presidida pelo Bispo Auxiliar Dom Tadeu Canavarros e a noite na AMDM, com a celebração presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Sergio Castriani.

A primeira celebração eucarística em homenagem ao padre, iniciou às 10h30 e foi realizada na Comunidade de São José Esposo de Maria, situada à Rua 245 – Cj Cidadão VII – Nova Cidade, pertencente à AMFN, Região Episcopal N. Sra. Aparecida – Setor Padre Pedro Vignola, onde assumiu como pároco em 23/7/2018.. Foi presidida por Dom Tadeu e concelebrada pelo próprio Pe. Flávio e demais padres convidados, entre eles: Claudio Trabachin, Afonso Amane, Thiago Alves, Marciney Marques e Evanir Rosa, auxiliados pelo diácono Rozivaldo Trovão. Em sua homilia o bispo auxiliar que, com base no evangelho, salientou que é preciso ter planejamento na vida com os nossos bens materiais, pois o que vale na vida é o que nós somos e não o que temos.

“Constatamos que aqueles que estão ricos estão cada vez mais ricos e aqueles que estão pobres, estão mais pobres e isso não esta correto. É preciso nós cristãos, passar dessa lógica de exploração para o perdão, porque nem sempre conseguimos ter aquilo que queremos. Nossa vida passa muito depressa e a vida é um dom e o mês de agosto vem nos lembrar da vocação, que também é dom e um chamado que Deus nos faz. Por isso temos que ter atenção para aquilo que é realmente necessário, romper com esse sentimento de acumular e passar a viver o momento da partilha, pois o pouco que compartilhamos sempre gera abundância”, comentou Dom Tadeu

Antes do fim da celebração, algumas homenagens foram feitas, entre elas a de Thiego Paiva, coordenador da Pastoral Familiar que contou a caminhada de Pe. Flávio por meio de um cordel ao estilo nordestino. “Um padre gente fina, verdadeiro e correto, merece todo nosso carinho e respeito. Na historia que fizemos em cordel foi falando um pouco da sua vida desde o lugar onde nasceu Ceará até os dias de hoje onde atua, no caso em nossa AMFN. Expressar nosso carinho é o mínimo que podíamos realizar pela pessoa que chegou chegando, resolveu os problemas que estavam por resolver e está realizando um excelente trabalho juntos os leigos e missionários de nossa área”, disse Thiego.

A noite, todas as seis comunidades pertencentes à AMDM (N. Sra do Rosário, Santa Maria, São José, N. Sra. do Perpetuo Socorro, São Pedro e N. Sra da Assunção), se fizeram presentes lotando o Centro Comunitário Nossa Senhora do Rosário, onde por volta das 18h teve início a celebração presidida por Dom Sergio, concelebrada pelo Pe. Flávio e Marciney. Também estiveram presentes alguns amigos pela fé que Pe. Flávio fez vindos de outras paróquias nas quais ele já passou como Cristo Libertador, na Compensa 3; Cristo Redentor, no Alvorada 3; e até mesmo da AMFN.

Sem dúvida foi outra celebração muito participativa e cheia de homenagens de todos os grupos, pastorais e movimentos que fazem parte da AMDM. Após a proclamação da Palavra, realizada pelo diácono Francisco Pina, padre Marciney fez uma bela homilia, trabalhando a questão da família e o sentido que a nossa vida tem e, assim como Dom Tadeu fez na homilia da celebração da manhã, Pe. Marciney lembrou do mês vocacional e da passagem do dia do padre e seu padroeiro, São João Maria Vianei, um humilde sacerdote que dedicou a vida ao serviço dos irmãos.

“No evangelho de hoje Deus nos chama atenção e nos lembra que a vida de um homem não consiste na abundância de seus bens. Isso nos faz perguntar, em que consiste nossa existência já que não levaremos nada conosco. Temos que fazer conforme São Paulo nos oriente e buscar as coisas celestes e não terrestres. Temos que buscar a riqueza que agrada a Deus e não os bens pessoais e essa riqueza nada mais é que um ato de amor, a caridade, essa sim é a nossa maior riqueza diante de Deus. Isso é o que fica na memoria dos filhos, da comunidade e das pessoas que realmente nos amam, são pequenos gestos que marcam e que não devemos subestimar e sim cultivar em nós mesmo e nos nossos irmãos”, comentou Pe. Marciney.

Representantes da Pastoral Familiar e Encontro de Casais Cristo entraram em procissão trazendo banner e o pão e o vinho para a oferenda. Após a comunhão a Pastoral da Comunicação começou as homenagens, com uma seleção de fotos exibidas num telão, onde mostrava alguns dos momentos de padre Flávio junto às comunidades, seja celebrando ou visitando doentes, ou até mesmo numa conversa informal com os amigos. Depois os jovens da PJ da Divina fizeram uma homenagem em forma de dança. Na sequência Rosa Lucena e Fátima Achão, coordenadoras de pastoral da área, disseram algumas palavras de agradecimento, assim como fez também Nicácio Trindade

Depois de todas homenagens e agradecimentos, foi a vez do aniversariante do dia dizer algumas palavras, agradecendo a todos que vieram, recordando a trajetória por onde passou e por fim, expressando toda a sua gratidão a Dom Sergio pela confiança nele depositada durante esses anos, por todos paróquias e áreas missionárias por onde já atuou e atua como pároco, assim também como seu trabalho desenvolvido como chanceler da cúria há vários anos. Após a benção final, assim como houve um almoço na Escola Estadual Ayrton Senna para todos agentes das comunidades da AMFN, também houve o coquetel para todos presentes na missa e um jantar para as lideranças realizado na comunidade São Pedro.

Fotos colaboração: Rosa Santos e Luciano Mota

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *