Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Encontro reúne cerca de 4 mil jovens para refletirem sobre a necessidade de o jovem ser o agora de Deus

Na tarde do dia 2 de junho, a Catequese Arquidiocesana à Serviço, em parceria com a Pastoral Vocacional, realizou nas três regiões episcopais da Arquidiocese de Manaus o Encontro dos Crismandos com os Bispos, sob o tema “Jovens, vós sois o agora de Deus!”, que reuniu cerca de 4 mil jovens e adultos. Também se fizeram presentes catequistas, padres, freiras e seminaristas.

Em um primeiro momento foi apresentada a exortação apostólica pós-sinodal do Papa Francisco “Christus vivit”, escrita em resposta à 15ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, sobre os jovens, a fé e o discernimento vocacional, realizada de 3 a 28 de outubro de 2018. Depois houve um momento de reflexão sobre vocação e a juventude e o encerramento com a celebração eucarística.

Na Região Episcopal Nossa Senhora dos Remédios, o vigário Monsenhor Sabino, ressaltou as palavras sobre a exortação Christus Vivit e destacou que o jovem deve ser o agora de Deus e testemunhar Jesus, ser sinal de Deus. “Jesus é sempre jovem, sempre vive e é a esperança da Juventude. É espelho para a juventude. Nunca nos arrependeremos de gastar a juventude, de gastar tempo com as coisas de Deus. Nunca deixe de fazer o bem. Não se perca em si mesmo, não gaste tempo demais nas redes sociais, com jogos e assistindo seriados na internet. Jesus os chamam para a missão e quer que sejam presença na vida de outros jovens, no mundo”, destacou Monsenhor Sabino.

Monsenhor destacou alguns pontos documento Christus Vivit, como os pedidos “Jovem, não te afasta da comunidade da Igreja. Viva a vocação de cristão na sociedade e na cultura, nas comunidades e onde quer que estejam!” e “O que jesus quer de ti? Jesus quer apenas a minha e a tua amizade”. Ele enfatizou aos presentes que, todos, após o Crisma, devem assumir um serviço na comunidade, buscar ser uma pessoa nova, fazer a diferença, dar o melhor de si, e ter atitude e trabalho concreto em sua comunidade. A necessidade de transmitir Jesus, animar o ambiente, ser agradável onde estiver e fazer a diferença.

“O papa quer que o jovem seja o Agora de Deus. Os jovens que precisam de Deus, os que estão na depressão, sem perspectiva, os não veem sentido na vida e que querem tirar a própria vida, estes não podem esperar o amanhã, por isso temos que ser o agora, agir agora”, alertouo monsenhor Sabino.

 



Por: Ana Paula Gioia Lourenço

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *