Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Festejos de Santa Rita de Cássia encerram com procissão e missa campal presidida por Dom Sergio

Aproximadamente 10 mil fiéis se reuniram na tarde desta quarta-feira (22/05), numa verdadeira demonstração de fé e devoção em homenagem a Santa Rita de Cássia, a Santa dos Impossíveis e advogada dos casos desesperados. Os festejos começaram com o novenário que teve início no ultimo dia 13 e finalizaram com a procissão percorrendo as principais ruas do bairro da Cachoeirinha e finalizando com a missa campal presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Sergio Castriani, concelebrada pelo pároco Frei Juan Cruz Vicario Corral  e seu vigário, Frei Júlio César Hernandez Ramirez, ambos da Congregação dos Agostinianos Recoletos.

Antes do início da procissão, a igreja celebrou logo pela manhã a tradicional missa das viúvas às 6h30, seguida da missa da benção aos desempregados às 8h30; 12h foi a missa da benção de Santa Rita e às 15h o terço mariano, onde daí muitos devotos já ficaram a espera da procissão, mas, mesmo nos horários que não havia nenhuma celebração, a igreja permaneceu o tempo todo praticamente lotada, com os fiéis trazendo rosas e rezando próximo à imagem da Santa. Ao se aproximar do horário da procissão, a igreja já era pequena para tantos fiéis que passaram a ocupar a área externa da igreja e também a tomar o seu lugar na rua que seria realizada a caminhada.

Exatamente às 17h a imagem da Santa deixou a igreja, passando em meio aos devotos emocionados e se posicionando à frente do carro de som e dos milhares de fiéis que aguardavam ansiosamente. A procissão durou um pouco mais de uma hora realizando um trajeto que percorreu a Av. Carvalho Leal, Rua Ajuricaba, Av. Castelo Branco, encerrando na rua Manicoré. Durante o percurso, foram realizadas três paradas para contar um pouco da vida pessoal (relacionamento com seus pais, marido e os filhos) e da religiosidade de Santa Rita que mesmo depois de muitos anos de sua morte, continua sendo uma das mais queridas sendo conhecida principalmente pelo seu poder de intercessão.

Aos que não puderam participar, acompanharam na íntegra pelas ondas da Rádio Rio Mar 103,5MHz e Rádio Castanho FM em 103,3MHz que fizeram a cobertura total tanto da procissão quanto da missa que teve inicio assim que os fiéis retornaram felizes, cantando e rezando e, aos poucos foram se amontoaram para juntos participarem da Santa Missa. Uma celebração muito bem participativa resultado de um trabalho em conjunto de toda a comunidade se empenharam num imenso trabalho coletivo de movimentos, grupos, pastorais para que o novenário, missa e procissão em honra à Santa saísse da melhor forma possível.

Dom Sergio, mesmo debilitado em virtude da doença, mostrou-se mais uma vez um guerreiro e um verdadeiro pastor, esteve a frente de suas ovelhas fazendo a pé todo o trajeto da procissão e ainda presidiu a celebração até o fim. Logo após a celebração, ocorreu novamente a distribuição de copos de sopa, repetindo o gesto solidário do ano passado. “São cinco barracas, cada uma com dois panelões de sopa com capacidade para 300 copos e dessa vez quem fez tudo foi a comunidade, ano passado eles trouxeram o material e nós preparamos na paróquia, esse ano tudo já chegou pronto só para servimos para os irmãos participantes da celebração”, disse Nara Lobo coordenadora dos festejos e catequista da crisma jovem.

Mais informações em breve.



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *