Arquidiocese de Manaus
Arquidiocese de Manaus

Pastoral Familiar realiza formação sobre o Método de Ovulação Billings (MOB)

Nos dia 6 e 7 de abril, a Pastoral Familiar realizou no auditório mãe Paula, localizado no Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus (Cefam), a formação MOB (Método de Ovulação Billings), tendo como público alvo os agentes da pastoral familiar, saúde, criança e juventude. O evento teve como formadoras a Dra. Maristela Zoboli e a enfermeira Helisa Pereira, do Centro de Planejamento Natural da Família (Cenplafam).

“O nosso encontro tem como objetivo despertar e difundir o Método de Ovulação Billings (MOB), que é método natural de planejamento familiar, onde o casal vai decidir o espaçamento entre cada gravidez e é comprovado cientificamente, tanto quanto outros métodos sintéticos que temos no mercado como a pílula e os preservativos. É um método baseado no ciclo menstrual, desenvolvido entre as décadas de 1950 e 1960 pelo casal de médicos australianos John e Evelyn Billings”, comentou Manoel Ramos, coordenador da pastoral familiar.

Segundo a Dra. Maristela, presidente da Cenplafam, a metodologia utilizada foi passar de forma bem simples, mas eficaz, mostrando não só como funciona, mas também as bases morais. “O MOB, não depende da presença da ovulação, consiste na observação dos sinais de fertilidade ou infertilidade do organismo, considerando as características biológicas individuais de cada mulher, por isso, o método Billings anda lado a lado com o conhecimento do próprio corpo. O objetivo aqui é esse, explicar como funciona e como o casal pode dar os primeiros passos para fazer uso do método”, explicou Dra. Maristela.

Para Leonardo Lucas, diácono permanente, coordenador e fundador da Comunidade Filho Amado, o método é mais saudável e realmente funciona, tanto é que já utiliza junto com a sua esposa há mais de 10 anos. “Eu e minha esposa já conhecemos o método há 16 anos e usamos desde quando casamos, hoje temos duas filhas (14 e 8 anos) e o caçula, João Lucas com nove meses, os três foram resultado do método que, além de ser aprovado pela igreja, ajuda a preservar principalmente a saúde da mulher, pois evita que seja afetada pelo uso de anticoncepcionais e por isso que acho esse tipo de encontro de extrema importância”, disse Leonardo.  

 



Por: Érico Pena

Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Manaus



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *