Arquidiocese de Manaus

Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida promove encontro para catequistas de Crisma dos seus três setores

Cerca de 200 catequistas de crisma representantes dos setores Pedro Vignola, Rios e Cachoeiras e Padre Rogério, participaram do Encontro Anual de Catequistas da Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida, no salão pastoral da Área Missionária Monte das Oliveiras, pertencente ao Setor Padre Rogério. Na abertura do encontro Dom José Albuquerque, bispo auxiliar da Arquidiocese de Manaus e responsável pela Região Episcopal falou da importância e papel do catequista na formação cristã dos adolescentes e juventudes.

Neste ano a dinâmica do encontro foi dívida por Região Episcopal, sendo essas: Região Episcopal Nossa Senhora Aparecida, acompanhada por Dom José; Região Episcopal Nossa Senhora dos Navegantes, acompanhada por Dom Tadeu; Região Episcopal Nossa Senhora dos Remédios, acompanhada por Monsenhor Sabino. Os catequistas tiveram oportunidade de partilhar um pouco de suas experiências e responder a  pergunta “A partir dos subsídios utilizados e dos temas apresentados aos crismandos, como se aborda a temática vocacional nos encontros semanais?”, encaminhada a cada paróquia.

Ir. Rosiene da Pastoral Vocacional falou da necessidade de motivações para o chamado as vocações principalmente a vida consagrada, falou de sua experiência de como foi convidada a fazer a experiência vocacional e do apoio que recebeu de sua família, que é muito importante a catequese de crisma trabalhar a temática e oportunizar aos jovens experiências vocacionais até mesmo para se conhecerem como jovens leigos e leigas.

A irmã falou de estarmos atentos ao chamado de Deus há exemplo do chamado de Samuel, que por não ter ainda o entendimento não conseguia perceber que quem o chamava era Deus, também lembra dos apóstolos de Jesus, quem foram os homens que Ele escolheu para serem seus discípulos. A Ir Beth (PV) falou da vida da igreja e da experiência do Sínodo para Juventude que aconteceu em outubro de 2018 e também da Jornada Mundial da Juventude no Panamá, experiências de escuta do Papa Francisco para os clamores e desafios das juventudes no mundo de hoje. “É necessário que tenhamos a compreensão de escutarmos os jovens e que possamos oferecer a eles caminhos de discernimento para reconhecerem suas vocações”, disse.

Em seguida Dom José convidou algumas religiosas e padres presentes para se  apresentarem e falarem de suas experiências, como o caso padre Justino, da Área Missionária Monte das Oliveiras, Comboniano, biblista que recebeu o chamado de estar aqui na Amazônia. Depois Dom José direcionou os catequistas em grupo para refletir sobre a vocação como chamado divino dirigido a todas as pessoas, somos chamados a existência, a viver em comunidade e a seguir Cristo, seja no matrimônio ou na vida consagrada. Como nós catequistas abordamos a temática vocacional nos encontros catequéticos. Alguns relatos foram apresentados como a vivência de experiências vocacionais através das congregações religiosas e foi dado como sugestão, visitas ao seminário para que os jovens possam conhecer melhor a vida dos seminaristas. 

Informações e fotos: Patrícia Cabral e Lorena Lopes

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *